Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.962,11
    +1.553,38 (+4,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Astro do Phoenix Suns, Devin Booker prometeu jogar Olimpíada pelos EUA, diz jornal americano

·1 minuto de leitura

Brilhando nos playoffs da NBA e classificado para as finais da conferência Oeste, o ala-armador do Phoenix Suns Devin Booker se comprometeu a jogar nos Jogos Olímpicos de Tóquio pelos Estados Unidos. A informação é da ESPN americana.

Durante a temporada regular, Booker teve uma média de 25 pontos, quatro assistências e quatro rebotes por jogo. Na pós-temporada, comanda o Suns na campanha que já eliminou o Los Angeles Lakers de Lebron James, e o Denver Nuggets do MVP da temporada Nikola Jokic, com direito a varrida (vitória por quatro jogos a zero). Na último jogo da série, o jovem de 24 anos teve uma atuação memorável, com 34 pontos.

Caso chegue às finais da NBA, e consequentemente ao jogo 7, Booker terminaria a temporada no dia 22 de julho. Já a fase de grupos no basquete em Tóquio começará no dia 25.

Muitas estrelas do basquete norte americano já disseram que não irão para a Olimpíada para descansar, já que por conta da pandemia, o período de separação entre a última temporada e a atual foi menor do que o normal. Entre os atletas que não irão para os jogos, estão nomes como Lebron James e Anthony Davis, que sofreram com lesões em 2021.

Ao todo, o técnico Gregg Popovich convocará 12 jogadores para tentar a 16ª medalha de ouro do basquete masculino dos EUA na história da Olimpíada. Nas últimas cinco edições, os americanos conquistaram o primeiro lugar do pódio em quatro oportunidades (2016, 2012, 2008 e 2000), além do terceiro lugar em Atenas, 2004.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos