Mercado fechará em 5 h 27 min
  • BOVESPA

    98.638,72
    -315,18 (-0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.196,29
    +453,14 (+0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,41
    +1,98 (+1,83%)
     
  • OURO

    1.810,10
    +8,60 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    19.570,03
    +533,52 (+2,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    423,92
    +3,78 (+0,90%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,86 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.241,64
    +72,99 (+1,02%)
     
  • HANG SENG

    21.830,35
    -29,44 (-0,13%)
     
  • NIKKEI

    26.153,81
    +218,19 (+0,84%)
     
  • NASDAQ

    11.537,50
    -73,75 (-0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5439
    -0,0148 (-0,27%)
     

Asteroide com 1,8 km de diâmetro passará próximo da Terra

Where: Studio/office – Chino Hills, CA USA
When: 6-1-2020
Who/What: The represented asteroid is my studio photograph of an actual (3
Qualquer objeto astronômico que passe a cerca de 48 milhões de quilômetros da órbita da Terra já é alvo de alerta para a agência especial (Getty Image)
  • Asteroide passará próximo a Terra nesta sexta-feira (27)

  • Ele é maior do que 99% dos 29 mil objetos próximos da nossa órbita

  • Para NASA, a chance do 7335 (1989 JA) atingir o planeta é extremamente baixa

Os arredores do planeta terra vai contar com a passagem de um asteroide com 1,8 km de diâmetro nesta sexta-feira (27). Identificado como 7335 (1989 JA), ele é maior do que 99% dos 29 mil objetos próximos à Terra (NEO, em inglês) rastreados regularmente pelo Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra (CNEOS), coordenado pela agência espacial dos EUA.

Mesmo que a NASA classifique o asteroide como "potencialmente perigoso", ele deve passar a uma distância de 4 milhões de quilômetros da Terra. Isso representa quase 10 vezes a distância entra a Lua e a Terra.

Os astrônomos estimam que ele esteja viajando a cerca de 76 mil km/h, ou 20 vezes mais rápido do que uma bala em alta velocidade. Depois dessa passagem, a rocha não ficará tão próxima do planeta até 2055. E, desta vezes, passará ainda mais distante.

Para a medição, o conceito de proximidade é relativo. Qualquer objeto astronômico que passe a cerca de 48 milhões de quilômetros da órbita da Terra já é alvo de alerta para a agência especial.

Para NASA, a chance do 7335 (1989 JA) atingir a Terra é extremamente baixa, mas a organização não o descarta a possibilidade de uma colisão de asteroides em um futuro próximo. É por isso que a empresa lançou uma missão para testar se asteroides potencialmente perigosos podem ser desviados de uma rota de colisão com a terra.

No ano passado, foi enviada uma nave que colidirá de frente com o asteroide Dimorphos, de 160 m de diâmetro entre setembro e dezembro deste ano. Apesar de não ter capacidade de diminuir a rocha, a expectativa é que os cientistas consigam desviar o objeto do caminho orbital que ele deveria realizar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos