Mercado fechará em 6 h 20 min
  • BOVESPA

    114.224,32
    +516,56 (+0,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,78
    +1,67 (+1,90%)
     
  • OURO

    1.781,20
    +4,50 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    23.483,37
    -168,67 (-0,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    559,32
    +1,59 (+0,28%)
     
  • S&P500

    4.272,16
    -1,88 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    33.941,69
    -38,63 (-0,11%)
     
  • FTSE

    7.526,77
    +11,02 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    19.763,91
    -158,54 (-0,80%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.496,25
    +3,00 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2402
    -0,0190 (-0,36%)
     

Associação com Riachuelo e Centauro define adesão a manifesto após reunião com candidatos

BRASILIA, DF, 04.08.2022 - O presidente Jair Bolsonaro (PL) acompanhado da primeira dama Michelle Bolsonaro e do ministro da Defesa General Paulo Sérgio Nogueira, durante cerimônia de cumprimento aos oficiais generais recém promovidos, no Palácio do Planalto, em Brasília, DF, nesta quinta-feira. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASILIA, DF, 04.08.2022 - O presidente Jair Bolsonaro (PL) acompanhado da primeira dama Michelle Bolsonaro e do ministro da Defesa General Paulo Sérgio Nogueira, durante cerimônia de cumprimento aos oficiais generais recém promovidos, no Palácio do Planalto, em Brasília, DF, nesta quinta-feira. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo), associação que reúne companhias de grandes nomes do empresariado brasileiro, afirma que vai definir se assina ou não os manifestos pró-democracia só depois que realizar todas as reuniões que está agendando com os candidatos.

A definição do IDV será um termômetro de peso para Bolsonaro porque o instituto abrange empresas como a Riachuelo, de Flavio Rocha, e a Centauro, de Sebastião Bomfim, considerados como alguns dos representantes do setor privado com mais acesso ao presidente desde o início do governo.

Por outro lado, também faz parte do IDV a Magalu, de Luiza Trajano. O nome dela chegou a circular em rumores sobre quem seria o vice de Lula no ano passado.

Outro membro de peso no instituto é a Renner, cujo presidente do conselho de administração, José Galló, assinou um dos manifestos em defesa do sistema eleitoral. Galló subscreveu na pessoa física, mas a Renner acabou virando alvo dos bolsonaristas de redes sociais, que chamaram a varejista de comunista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos