Mercado fechado

Assistir jogo da Copa em horário de trabalho pode render justa causa

(Pixabay)

Nem todo mundo vai folgar durante a Copa do Mundo da Rússia, que começa na próxima quinta-feira, 12. Se você vai trabalhar durante as partidas, fique atento: parar para assistir aos jogos no horário de trabalho pode gerar advertências e até demissão por justa causa.

Advogados trabalhistas explicam que o funcionário que descumprir as regras do local de trabalho pode ser demitido por abandono de trabalho, insubordinação ou ato de indisciplina, como prevê a CLT, principalmente se a empresa deixar claro que não permitirá que os empregados assistam aos jogos.

Horário especial para a Copa

Enquanto boa parte das companhias permitirá, de alguma maneira, que os funcionários assistam aos jogos do Brasil, alguns locais não podem abrir mão do trabalho, como hospitais, fábricas e outros negócios. Nesses casos, o funcionário que faltar ou deixar de executar suas atividades tem mais chances de sofrer penalidades.

Na dúvida, os especialistas orientam, a melhor coisa a fazer é perguntar ao empregador e, quem sabe, até sugerir uma pequena pausa para acompanhar os jogos. Mas lembre-se sempre de deixar o chefe ciente, para evitar problemas posteriores.

Para quem tem uma empresa, a dica é considerar horários especiais ou até uma “parada estratégica” na hora dos jogos. Isso pode evitar funcionários distraídos, funções executadas de maneira errada e aumentar a motivação da equipe.