Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.194,89
    -170,86 (-0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Assinantes terão acesso antecipado a novidades do Twitter; veja quais

·1 min de leitura

Nesta quarta-feira (27), o Twitter anunciou que assinantes do Twitter Blue poderão ser os primeiros a experimentar recursos em desenvolvimento. A vantagem exclusiva chamada “Labs” começa a valer primeiro para usuários pagantes do Canadá e da Austrália.

O conceito do Labs é algo parecido com o que o Google oferece para assinantes YouTube Premium: usuários têm acesso a ferramentas ainda em desenvolvimento, em um bom estado de polimento, enquanto o Twitter recolhe comentários e opiniões sobre a função experimental para decidir o que deve (ou não) mudar para o lançamento geral.

A inauguração do Twitter Labs será com dois recursos: conversas fixadas nas mensagens diretas (algo comum em mensageiros) e vídeos mais longos em tuítes (apenas na versão web). A rede social vai acompanhar o uso das ferramentas de perto e, se perceber que não são boas ideias, pode até descartá-las antes que todo mundo tenha a chance de experimentar.

É bem provável que mais recursos sejam disponibilizados para o Labs ao longo do tempo. Não está claro, também, se usuários poderão escolher o que ativar e o que não ativar enquanto assinantes, tampouco onde essas opções estarão disponíveis.

A assinatura Twitter Blue custa US$ 3 mensais (R$ 16,80, em conversão direta) e, por enquanto, não está disponível para o Brasil.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos