Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.447,29
    -278,27 (-0,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Asilo de Minas Gerais confirma 33 casos de Covid-19; Todos os idosos foram vacinados

·1 minuto de leitura

RIO — Um asilo na cidade de Lavras, em Minas Gerais, confirmou a contaminação por Covid-19 de 33 idosos que vivem na instituição. Segundo a Casa do Vovô, todos já foram vacinados contra a doença. De acordo com a prefeitura, houve um "surto" da doença no local. As Vigilâncias Epidemiológica e Sanitária e a secretaria municipal de Saúde acompanham a situação.

Em nota, a coordenação do asilo informou que os contaminados estão assintomáticos e isolados. Na semana passada, um dos residente faleceu, mas a causa da morte ainda não foi confirmada. Os idosos foram testados após um funcionário apresentar sintomas da doença na semana passada.

"Nossos vovôs e vovós estão sendo cuidados com todo zelo e carinho e esperamos que muito em breve possamos trazer o comunicado com a recuperação de todos os contaminados. Todos os protocolos estão sendo devidamente seguidos para manter todos em segurança desde o início da pandemia, em março de 2020, mas infelizmente estamos sujeitos a ocorrências desse tipo até que tenhamos uma total erradicação do vírus. Agradecemos o apoio de toda a nossa equipe de trabalhadores, médicos voluntários e colaboradores", diz o comunicado.

Em comunicado, a prefeitura ressaltou que "todas as medidas estão sendo tomadas pelo município, que segue monitorando a situação".

É importante ressalta que nenhuma vacina contra a Covid-19 é 100% eficaz, por isso, mesmo os que já estão adequadamente vacinados ainda podem ser infectados. Uma pessoaapenas é considerada protegida de duas ou três semanas após receber o número de doses recomendadas. São duas, no caso da CoronaVac, da vacina de Oxford/AstraZeneca e da Pzier, atualmente utilizadas no Brasil.