Mercado abrirá em 1 h 31 min
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.126,51
    +442,96 (+0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,11
    +0,34 (+0,64%)
     
  • OURO

    1.852,50
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    32.371,97
    -893,95 (-2,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    652,81
    +5,49 (+0,85%)
     
  • S&P500

    3.855,36
    +13,89 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    30.960,00
    -36,98 (-0,12%)
     
  • FTSE

    6.673,97
    +35,12 (+0,53%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.546,18
    -276,11 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.438,50
    -37,00 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6920
    +0,0558 (+0,84%)
     

As principais vacinas que os gatos precisam tomar ao longo da vida

Publieditorial
·3 minuto de leitura
As principais vacinas que os gatos precisam tomar ao longo da vida
As principais vacinas que os gatos precisam tomar ao longo da vida

Assim como nos humanos, tomar todas as vacinas é fundamental para garantir a saúde dos gatos. Isso vai permitir que eles fiquem protegidos de doenças comuns e graves, em especial as fatais. Assim como as necessidades alimentares mudam ao longo da vida, as vacinas adequadas em cada fase também são importantes. Na lista a seguir, você descobre mais a respeito de como a imunização pode oferecer uma vida mais plena e saudável para o seu pet. Veja só:

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Proteção necessária

A única vacina obrigatória no Brasil é a antirrábica, mais popularmente conhecida como a vacina da raiva. Mas há outras aplicações que são altamente recomendadas. A V4, por exemplo, vai proteger os gatos das doenças Rinotraqueíte, Calicivirose, Clamidiose e Panleucopenia. Já a Quíntupla (V5), além da imunização da V4, protege também da Leucemia Felina/FelV.

Leia também

Plano vacinal

Cabe ao veterinário decidir qual é a melhor vacina para o seu gato. Antes disso, ele vai avaliar uma série de fatores. Entre eles, estão: estilo de vida do animal, idade, riscos de contrair doenças infecciosas e a interação do organismo com a fórmula. Com as recomendações feitas, é fundamental não perder as datas das próximas vacinações e manter a carteirinha sempre em dia.

Condições importantes

As primeiras doses das vacinas V4 e V5 só podem ser aplicadas a partir dos 45 dias de vida. O primeiro reforço vem entre 21 e 30 dias depois, enquanto o reforço seguinte acontece após um período de 21 a 30 dias. Mas antes de receber a imunização, o gato precisa ser vermifugado e estar saudável.

Raiva

Causada por um vírus que ataca o sistema nervoso, a raiva é uma doença aguda, contagiosa, incurável e fatal. Ela é caracterizada por sintomas como alterações de comportamento, falta de apetite e até automutilação. A recomendação é que o filhote receba a primeira dose da vacina antirrábica após os quatro meses de vida. Depois, a vacinação deve ser feita anualmente.

Panleucopenia felina

Prevenida pelas vacinas V4 e V5, a Panleucopenia Felina (FPV) é uma doença viral grave e que pode ser fatal para os gatos filhotes. A transmissão acontece de animal para animal e pelo contato com superfícies infectadas. Altamente contagiosa, a patologia evolui muito rápido, provocando febre, vômitos, perda de apetite e fadiga.

Rinotraqueíte viral felina

Também conhecida como gripe felina, esta é uma doença infecciosa das vias respiratórias que afeta o nariz e a traqueia dos gatos. Causada pelo vírus do herpes felino (FHV), a condição é altamente contagiosa e pode ser fatal. Entre os principais sintomas relacionados estão febre, fadiga, espirros e secreção nasal, além de problemas dermatológicos e oftalmológicos.

FeLV

Sem cura e com alta taxa de letalidade, a leucemia felina é uma doença grave que compromete o sistema imunológico dos gatos. De forma geral, a condição deixa os bichanos muito mais vulneráveis a outras doenças, como infecções, desnutrição e problemas reprodutivos. A V5 se mostra importante porque a FeLV é altamente contagiosa e pode ser transmitida de gato para gato pelo simples compartilhar de comedouros e bebedouros.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube