Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.530,89
    -13,47 (-0,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Artemis 1: quais são os próximos passos da missão da NASA?

Artemis 1 já está a caminho da Lua; confira os próximos passos da missão da NASA (Foto: Paul Hennessy/Anadolu Agency via Getty Images)
Artemis 1 já está a caminho da Lua; confira os próximos passos da missão da NASA (Foto: Paul Hennessy/Anadolu Agency via Getty Images)
  • A missão Artemis 1 decolou hoje (16) às 3h47 do Centro Espacial Kennedy

  • Na próxima segunda-feira, o módulo realizará sua passagem lunar mais baixa;

  • A espaçonave voltará para a Terra no dia 11 de dezembro

A missão Artemis 1 decolou hoje (16) às 3h47 (horário de Brasília) do Centro Espacial Kennedy. O lançamento marca a estreia do enorme novo foguete Space Launch System (SLS) da NASA que neste momento está impulsionando a cápsula Orion com destino à Lua.

Na próxima segunda-feira, 21 de novembro, a Orion realizará sua passagem lunar mais baixa, voando a cerca de 100 quilômetros da superfície lunar. Essa manobra aproveitará a gravidade da lua, levando Orion para mais longe. O módulo de serviço realizará um segundo movimento no dia 25 de novembro para inserir a espaçonave em uma órbita retrógrada distante (DRO), onde passará uma semana a uma altitude de cerca de 61.000 km acima da superfície lunar.

Durante este trecho da missão, a Orion quebrará o recorde estabelecido pela Apollo 13 para a maior distância de um veículo avaliado pela tripulação da Terra, atingindo 483.000 km de nosso planeta.

No dia 1º de dezembro, o módulo de serviço do Orion partirá da DRO, colocando a Orion no caminho para a segunda passagem lunar mais baixa do veículo quatro dias depois. Após isso a espaçonave realizará sua jornada de retorno à Terra. De lá, é um cruzeiro de seis dias de volta ao nosso mármore verde-azulado.

Em 11 de dezembro, Orion voltará para casa, entrando na atmosfera da Terra a cerca 40.000 km / h - um grande teste para a cápsula e seu escudo térmico, que suportará temperaturas de até 2.750 graus Celsius. A Orion então mergulhará sob os pára-quedas no Oceano Pacífico, encerrando a missão Artemis 1.

Se tudo correr bem com o Artemis 1, a Artemis 2 enviará astronautas em um sobrevoo lunar em 2024 ou por aí, e o Artemis 3 pousará a tripulação perto do pólo sul da lua um ano ou mais depois. A partir daí, a NASA continuará construindo uma presença humana sustentável na lua e ao redor dela, o principal objetivo do programa Artemis da agência .