Mercado fechará em 4 h 20 min
  • BOVESPA

    108.630,09
    +2.333,91 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.883,71
    -5,95 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,85
    +1,09 (+1,30%)
     
  • OURO

    1.809,70
    +13,40 (+0,75%)
     
  • BTC-USD

    63.117,40
    +2.750,97 (+4,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.504,97
    +1.262,29 (+520,15%)
     
  • S&P500

    4.552,55
    +7,65 (+0,17%)
     
  • DOW JONES

    35.691,31
    +14,29 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.226,55
    +22,00 (+0,31%)
     
  • HANG SENG

    26.132,03
    +5,10 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.407,50
    +66,50 (+0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5042
    -0,0766 (-1,16%)
     

Arte a céu aberto: Zona Portuária do Rio vai receber murais com 11 mil m² de grafites

·3 minuto de leitura

RIO — A Zona Portuária do Rio vai ganhar ainda mais cor. O Distrito de Arte do Porto, que será inaugurado com 18murais de graffiti assinados por artistas da cena urbana no dia 8 de outubro, promete ser a maior galeria de arte urbana a céu aberto da América Latina com mais de 11 mil m² grafitados. O projeto nasce com propósito de ressignificar espaços por meio de intervenções artísticas, gerando integração, turismo, locais de convivência mais convidativos num dos locais ainda pouco explorados por quem visita e mora na Cidade Maravilhosa.

— O Porto Maravilha tem uma vocação para a arte urbana cada vezmais forte e presente. E nós queremos consolidar a área como o maior hubde arte do Brasil. O Distrito de Arte do Porto vem em completo alinhamento com o bairro que queremos: vivo, com pessoas morando, trabalhando e cheio de cultura e atrações para cariocas e turistas frequentarem — afirmaGustavo Guerrante, presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio (Cdurp).

O Distrito de Arte do Porto tem como propósito também homenagear e gerar reflexões em vários segmentos e temáticas. A obra produzida pelo artista Daniel Nadi traz BethCarvalho e Arlindo Cruz e foi intitulada de"O último dueto".Já o painel feito pela artista Juliana Fervo reforçaa liberdade profissional das mulheres, tendo como ilustração uma trabalhadora do setor petrolífero. Já o ACMEilustra histórias com líderes do movimento negro, enquanto AiráOCrespo apresenta "LeiteDerramado", onde expõe a desigualdade social.

Além desses murais, vários outros artistas, como AnandaNahu e MarceloMent, ilustram o Distrito com temas que envolvem as causas sociais,machismo estrutural e equidade, em meio ao desenvolvimento de metrópole na região. O projeto é uma idealização do Núcleode Ativação Urbana, que explora espaços, territórios e cidades a partirda visão de empreendedorismo, economia criativa e inovação.

— É uma realização construir um grande corredor cultural que abriga, a céu aberto, diversos murais pintados e grafitados, majoritariamente, por artistas urbanos locais. Com oespaço, queremos promover a economia local, enriquecer culturalmente a comunidade que vive no entorno e transformá-lo num atrativo ponto turístico na cidade — planejaHiroshi Shibuya, CEO do Núcleo de Ativação Urbana.

DanielNadi, curador do projeto, quer mostrar como as artes podem conversar de forma harmoniosa.

— O que mais me comove é aretomada da arte para trazer cor e vida aquele local e, por ela ser uma arte de rua, combina muito bem com esse ambiente e a realização do Fórum de Arte Urbana que trará discussões sobre o mercado aqui no Rio sobre o graffiti — destaca Nadi, referindo-se à primeira edição do evento que serátransmitido de forma híbrida seguindo os protocolos de segurança, em outubro.

Ao longo de dois dias, em 8 e 9 de outubro, no Museu de Arte do Rio, serão cerca de 50convidados distribuídos em 12 mesas de debatesdiscutindo os caminhos, pautas como fomento à arte urbana, patrocínio e incentivo, mulheres nas ruas e leis voltadas à arte de rua.

— A realização deste fórum é de grande importância para o Rio e todas as pessoas que vivem de arte urbana. Estamos criando um movimento de transformação, geração de empregos e ativação do turismo e ocupação de espaços na cidade. Esta será a primeira edição de muitas, é um projeto que pertencerá aocalendário da cidade e as próximas edições acontecerão presencialmente — garanteShibuya.

Para participar do fórum, os interessados podemcomparecer no Museu de Arte do Rio a partir das 14h nos dia 8 e 9 de outubro. Os lugares são limitados. Haverá também transmissões ao vivo via YouTube no canal do Distrito: youtube.com/distritodeartedoporto. O projeto tem o apoio da Cury Construtora e da Prefeitura do Rio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos