Mercado abrirá em 3 h 52 min
  • BOVESPA

    128.057,22
    -1.202,27 (-0,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.202,80
    -376,30 (-0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,47
    -0,57 (-0,80%)
     
  • OURO

    1.791,70
    +16,90 (+0,95%)
     
  • BTC-USD

    37.756,37
    -1.572,85 (-4,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    938,44
    -31,43 (-3,24%)
     
  • S&P500

    4.221,86
    -1,84 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    33.823,45
    -210,22 (-0,62%)
     
  • FTSE

    7.119,23
    -34,20 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.193,50
    +28,00 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9754
    +0,0129 (+0,22%)
     

Army of the Dead: Invasão em Las Vegas vai ter continuação?

·9 minuto de leitura

Army of the Dead: Invasão em Las Vegas estreou na Netflix e, como acontece depois da estreia de qualquer filme de Zack Snyder, a internet se dividiu entre fãs e haters. Para quem gostou e ficou querendo mais, será que vai haver uma continuação? O que já foi anunciado é uma sequência? O que podemos especular?

Aqui você vai encontra o que sabemos e o que podemos imaginar sobre o futuro de Army of the Dead. Tudo isso, no entanto, pode mudar com as análises de resultados de Army of the Dead por parte da Netflix e com a influência dos fãs.

Atenção! Esta matéria está repleta de spoilers sobre Army of the Dead: Invasão em Las Vegas.

Oficialmente

Imagem: Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Pouco antes da estreia de Army of the Dead, foi anunciada uma prequela, ou seja, um filme que se passa antes dos eventos de Invasão em Las Vegas. O filme irá se chamar Army of the Thives e promete reunir um novo grupo, com uma trama centrada no personagem Dieter, interpretado por Matthias Schweighöfer. Army of Thives já tem uma landing page na Netflix e já teve sua sinopse divulgada:

"Nesta história que antecede Army of the Dead, uma mulher misteriosa convida o caixa de banco Dieter para roubar cofres superprotegidos na Europa".

Com isso, entendemos que Army of Thieves não terá zumbis e deve ser focado muito mais no gênero de assalto, que é um dos diversos gêneros de Army of the Dead. Como Dieter demonstra não ter experiência com zumbis no filme, é pouco provável que ele tenha visto algum em suas outras aventuras.

É estranho, inclusive, que a aposta do diretor seja em um dos personagens menos comentados pelos fãs, que foram atraídos justamente por um filme de zumbi e não por um personagem que sequer conheciam. As primeiras críticas internacionais também chegaram a fazer a promoção do personagem Dieter e do seu suposto “bromance” com Vanderohe (Omari Hardwick).

Imagem: Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Após a estreia, no entanto, o hype com o personagem não se confirmou. Embora Dieter e Vanderohe estejam entre os favoritos do público, outras três personagens estão sendo reivindicadas pelo público como merecedoras de mais. Army of the Dead, por sua própria estrutura, não dá oportunidade para nos aprofundarmos nos personagens e vemos apenas o suficiente para nos apegarmos neles antes que morram.

Com isso, os fãs ficaram querendo muito mais de Dieter, Vanderohe, Maria Cruz (Ana de la Reguera), Coyote (Nora Arnezeder) e Marianne Peters (Tig Notaro). Curiosamente, a humanização dos zumbis poderia ter rendido um hype pelo Zeus (interpretado pelo dublê do Batman de Ben Affleck, Richard Cetrone), mas isso não aconteceu, indicando que diversas prequelas sobre os personagens humanos talvez rendam mais do que uma franquia de zumbis. Confuso, sobretudo se considerarmos que Army of the Dead foi divulgado como um filme de zumbi, demonstrando a aposta da produção no gênero. Ou será que foi a ação, Dave Bautista e a direção de Snyder que atraíram os fãs?

Ainda é muito cedo para saber o que será da franquia a longo prazo, mas podemos fazer algumas especulações. Para onde mais Army of the Dead pode ser expandido?

Sobrevivente

Imagem: Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Kate Ward (Ella Purnell) é a única personagem que claramente sobrevive à missão, ganhando um pouco do dinheiro de seu pai, Scott Ward (Dave Bautista). Sua vontade de salvar pessoas combina com muito do que vimos na trama de Army of the Dead, mas é pouco provável que ela se torne protagonista, já que uma das reclamações dos fãs é justamente o fato de que muitos a consideraram a personagem menos carismática do grupo.

A crítica à sobrevivência de Kate, a filha, no entanto, indica a insensibilidade dos fãs, sobretudo se lembrarmos que Snyder saiu da direção de Liga da Justiça para lidar com o luto pela morte da filha. Aliás, se a metáfora for verdadeira, é pouco provável que Kate Ward protagonize uma sequência, mesmo sendo a personagem mais óbvia para isso.

Sobrevivente?

Imagem: Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Ao final de Army of the Dead, Vanderohe parece ter sobrevivido depois que Dieter o trancou com o restante do dinheiro no cofre. Não vemos ele morrendo, mas sabemos que ele está a bordo de um avião rumo à populosa Cidade do México, acompanhado de pelo menos mais quatro tripulantes (duas comissárias de bordo e a dupla piloto e copiloto).

Tudo o que vemos é Vanderohe se olhando no espelho e balançando a cabeça, depois de ver uma mordida em seu braço. Claramente sofrendo os sintomas da transformação, sobram poucas possibilidades para o personagem. Ele pode tentar cortar o braço, mas provavelmente é tarde demais, restando o suicídio ou sua morte pelas mãos de outra pessoa como alternativas para evitar uma nova epidemia zumbi.

Caso ele opte por se deixar transformar, ele pode fazer isso dentro do banheiro do avião, onde ficaria confinado até o pouso ou poderia aproveitar para transformar as comissárias de bordo, iniciando uma horda. Também não sabemos quem mordeu Vanderohe e se ele irá se tornar um zumbi normal ou um Alfa. No segundo caso, ele poderia ser o sucessor do falecido Zeus, mas essa é uma possibilidade pouco provável.

Imagem: Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Ainda além, existe a possibilidade de que ele sofra uma mutação causada pela explosão nuclear, o que ainda é um tema frequente no terror e no gênero zumbi. Assim, poderíamos ter outros tipos de zumbis, com mutações causadas pela radiação nuclear*.

Em uma recente entrevista ao Collider, Omari Hardwick falou sobre seu personagem, lembrando que ele é o filósofo do grupo, o que significa que ele pode refletir e chegar a alguma conclusão completamente nova para o universo zumbi, como fruto de algum experimento próprio:

"No final, ele está olhando para si tipo 'Uau, ok, então qualquer uma das filosofias que eu joguei fora, elas funcionam agora? Eles me salvam ou são apenas isso?'. E então acho que deixamos meu rosto na forma de um ponto de interrogação, e eu acho que é onde eu tentei chegar, esse espaço de ser interrogativo e não um ponto final. Eu não queria ser declarativo, queria ser um ponto de interrogação no final".

Será que sobreviveu?

Imagem: Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Parece que o hype pelo Dieter, promovido antes da estreia, flopou mesmo. Dieter é um bom personagem, no entanto muita gente está pedindo por mais do citado Vanderohe e ainda mais da Coyote. Mas ela não morreu? Não vimos isso acontecer. Coyote decide ficar para trás, distraindo Zeus com a cabeça da sua companheira. O zumbizão acerta Coyote com uma lança, que não a fere letalmente, deixando a personagem pendurada pelo ombro em uma parede.

Ela então deixa cair a cabeça da zumbi de propósito (com direito a miolos se espatifando no chão), provocando a ira de Zeus. Ele grita com a fuga do helicóptero e se aproxima da Coyote, como quem vai morder seu pescoço. E... corta. Coyote pode ter morrido, claro, mas também pode ter sobrevivido ou pode ter sido transformada. Aliás, ela daria uma excelente nova líder zumbi, o que seria bastante curioso, já que ela é a personagem que melhor compreende os mortos-vivos.

Coyote também é a personagem que renderia prequelas de ação zumbi, em que poderíamos ver suas missões, quando ajudou outras pessoas a entrarem em Las Vegas, com possibilidades de situações bastante complexas e que justificariam a psique da personagem.

Evolução

Imagem: Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Army of the Dead nos deixa com um gostinho por mais dos zumbis, sobretudo porque não é muito comum vermos zumbis tendo filhos. Snyder reproduz a mitologia de George A. Romero ao introduzir um zumbi que é inteligente, mas, ao contrário da raiz, Zeus não é uma evolução dos zumbis, tendo sido criado com inteligência na Área 51.

Assim como a sequência de Zumbilândia, o tempo pode trazer as evoluções dos zumbis, ampliando a mitologia. Monstros zumbis não são novidade e obras como Resident Evil sempre são uma grande inspiração, sobretudo quando o apocalipse zumbi surge de alguma bizarrice cientifica que sai do controle.

Vale lembrar que ficou para trás o feto com sangue azul brilhante, que pode também ser a origem de alguma outra coisa. Ainda fica a curiosidade sobre como seria essa criança zumbi, seu desenvolvimento e inteligência. Também já podemos assumir os bebês zumbis como uma marca dos filmes de zumbi de Zack Snyder.

Imagem: Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Embora o diretor só tenha feito Army of the Dead e o remake Madrugada dos Mortos nesse gênero, ambos os filmes trazem bebês zumbis, algo que não é muito comum, ou seja, é difícil de ignorar como sendo um tema recorrente para o diretor. Em Madrugada dos Mortos, o que acontece é que a gestante morre durante o processo e a criança, que nasceria morta, sofre a transformação ainda no útero, nascendo como zumbi.

Em Army of the Dead, a ideia poderia ter sido a mesma e poderíamos supor que a amada de Zeus foi transformada grávida, mas, por ser uma Alfa, conseguiria dar sequência à gestação. Quando Zeus remove o feto do ventre da amada meio-morta, vemos que o feto realmente é o primogênito de Zeus, o que significa que também podemos pensar em sexo zumbi. Army of the Dead abre todo um novo leque de possibilidades zumbi, achemos bizarro ou não.

Antologia

Existe também uma possibilidade de que, caso Snyder faça mais filmes de zumbi, estes não tenham nada a ver com Army of the Dead, formando uma antologia zumbi que se estende por toda a sua carreira, similar ao que fez George A. Romero, que usava os zumbis como uma metáfora para as críticas sociais que queria fazer. Em Madrugada dos Mortos, Snyder reproduziu a metáfora do consumismo através do shopping, o que foi ampliado pela ambientação em Vegas. Outras metáforas podem levar a outros filmes, com histórias e personagens completamente diferentes, tendo apenas a marca de Snyder em comum.

Enquanto esperamos

Imagem: Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

Para quem quer mais de Army of the Dead agora mesmo, a Netflix disponibilizou o especial Nos Bastidores de Army of the Dead: Invasão em Las Vegas, que, como o título indica, traz imagens de bastidores e relatos sobre a produção, exibindo entrevistas com o diretor, com o elenco e outros membros da equipe.

O título faz parte da “Coleção Army of the Dead” na plataforma, o que indica que muito mais está a caminho. O que realmente vai acontecer, precisamos esperar para ver.

*Agradecimento a Jones Oliveira pela ideia maravilhosa de uma sequência com zumbis radioativos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos