Mercado abrirá em 2 h 6 min
  • BOVESPA

    125.675,33
    -610,27 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.634,60
    +290,49 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,37
    -0,25 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.832,20
    -3,60 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    38.966,39
    -1.202,59 (-2,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    926,21
    -4,15 (-0,45%)
     
  • S&P500

    4.419,15
    +18,51 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.084,53
    +153,60 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.017,90
    -60,52 (-0,85%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.879,25
    -158,50 (-1,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0317
    -0,0088 (-0,15%)
     

Armor contrata ex-Itaú para avançar em dívida na América Latina

·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Armor Capital, gestora comandada por Alfredo Menezes, contratou Edison Simões para seu time de renda fixa e pretende reforçar os investimentos no mercado de dívida na América Latina.

“Ele veio complementar a área de dívida externa, com conhecimento dos países da América Latina”, disse Menezes, em entrevista. “A ideia é ver outras opções na América Latina além de Brasil e México.”

Simões, que estava na Garde Asset Management desde 2020, passou quase uma década como superintendente de Tesourarias Externas no Itaú BBA, segundo a assessoria da Armor.

A Armor também já conversa com candidatos para reforçar o time de renda variável e ampliar o percentual que o fundo de previdência da gestora investe em ações. O fundo de previdência atualmente está cerca de 15,5% alocado em ações e o objetivo é elevar esse percentual para até 30%, disse Menezes. A ideia é buscar empresas para além do setor financeiro, que é uma especialidade da gestora, segundo ele.

Fundada em 2019, a Armor faz parte da nova leva de gestoras brasileiras que surgiram nos últimos anos com a queda na taxa básica de juros, que trouxe captação recorde para a indústria de fundos multimercado. Desde 2017, os multimercados tiveram R$ 376,6 bilhões em captação líquida, de acordo com a Anbima.

Com uma equipe de 11 pessoas no operacional e cerca de R$ 250 milhões sob gestão, a Armor é liderada por Menezes, que passou mais de dez anos na tesouraria do Bradesco. A gestora possui um fundo de previdência privada e dois multimercados.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos