Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.232,74
    +1.308,56 (+1,22%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.563,98
    +984,08 (+1,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    114,15
    -0,05 (-0,04%)
     
  • OURO

    1.826,10
    +12,10 (+0,67%)
     
  • BTC-USD

    30.023,57
    -542,18 (-1,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    673,21
    +430,53 (+177,41%)
     
  • S&P500

    4.008,01
    -15,88 (-0,39%)
     
  • DOW JONES

    32.223,42
    +26,76 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.464,80
    +46,65 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    20.331,69
    +381,48 (+1,91%)
     
  • NIKKEI

    26.679,61
    +132,56 (+0,50%)
     
  • NASDAQ

    12.322,75
    +78,00 (+0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2655
    -0,0150 (-0,28%)
     

Arm, companhia de chips do SoftBank, registra receita recorde em 2021

Por Jane Lanhee Lee

SÃO FRANCISCO (Reuters) - A Arm, empresa de tecnologia de chips do conglomerado japonês SoftBank, divulgou receita recorde para 2021, e seu presidente-executivo, Rene Haas, disse à Reuters que os negócios para novos designs de chips indicam fortes resultados à frente.

A Arm, que faz o projeto básico usado no design de chips, teve receita de 2,7 bilhões de dólares no ano passado, um aumento de 35% em relação ao ano anterior.

A receita de negócios de licenciamento aumentou 61%, para 1,13 bilhão de dólares, enquanto os royalties, acompanhando o número de chips vendidos usando a tecnologia da Arm, aumentaram 20%, para 1,54 bilhão de dólares.

Os resultados foram divulgados na quinta-feira.

Haas afirmou que 29,2 bilhões de chips com a tecnologia da Arm foram vendidos no ano passado, sendo quase 8 bilhões no quarto trimestre. Ele disse que o foco colocado pela Arm no setor automotivo há três, quatro anos está valendo a pena, já que a receita desse segmento mais do que dobrou no ano passado, graças à eletrificação e ao aumento do poder de computação para veículos.

Haas se recusou a falar sobre o potencial valor que a Arm poderia buscar através de uma abertura de capital. Em setembro de 2020, a norte-americana Nvidia havia proposto pagar até 40 bilhões de dólares pela Arm, em um negócio que não foi para frente por obstáculos regulatórios. O SoftBank comprou a Arm, uma empresa inglesa, por 32 bilhões de dólares.

O executivo também reiterou que a Arm resolveu uma disputa pública em sua joint venture chinesa, destituindo o ex-presidente-executivo Allen Wu. Haas disse que o empreendimento, a Arm China, representa cerca de 20% da receitada empresa.

"Uma coisa que posso dizer é que tivemos ótimos resultados no ano passado e isso não teria acontecido sem a joint venture da China indo bem", disse ele.

(Por Jane Lanhee Lee)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos