Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.448,04
    +1.096,13 (+2,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Arizona abre processo contra vacinação anticovid obrigatória

·2 minuto de leitura
O presidente Joe Biden (AFP/POOL)

O Arizona se tornou nesta terça-feira (14) o primeiro estado dos Estados Unidos a abrir um processo contra a ordem do presidente Joe Biden de vacinação obrigatória para todos os funcionários federais e empresas com mais de 100 funcionários.

O procurador-geral do Arizona, Mark Brnovich, do partido Republicano, anunciou que formalizará a ação contra o que em sua opinião é uma ação "inconstitucional" do presidente do democrata.

"O governo federal não pode forçar as pessoas a se vacinarem contra a covid-19", disse Brnovich em um comunicado. "O governo Biden está mais uma vez desrespeitando nossas leis para impor sua agenda radical", acrescentou.

Na ação, o procurador-geral do Arizona, estado vizinho ao México, argumentou que a obrigatoriedade das vacinas viola a Cláusula de Igualdade estabelecida na 14ª emenda da Constituição, ao "favorecer" os migrantes que ingressaram ilegalmente no país em detrimento dos cidadãos americanos.

“Os migrantes que cruzaram a fronteira sul ilegalmente não estão sujeitos a nenhuma exigência de vacinação, mesmo quando entram diretamente nos Estados Unidos”, disse Brnovich.

“Isso reflete um favoritismo inegável e inconstitucional em favor dos migrantes ilegais”, continuou. Brnovich pediu a um tribunal que declarasse a vacinação obrigatória inconstitucional.

Diversos governadores republicanos se manifestaram contra a ordem de Biden.

Questionado na semana passada sobre os desafios legais de endurecer as regras de vacinação, Biden disse: "Que o façam", se referindo à abertura de processos.

A medida de Biden foi lançada justamente no momento em que a variante delta alimentava o aumento de casos de covid-19 no país.

Ao anunciar o pedido, Biden se referiu aos cerca de 80 milhões de americanos elegíveis que ainda não receberam sua dose para serem imunizados contra a doença que já matou mais de 650.000 nos Estados Unidos.

"Temos sido pacientes, mas a paciência está se esgotando", disse o presidente de 78 anos. "E sua recusa custou a todos nós, então, por favor, faça a coisa certa".

A decisão de Biden obriga todos os funcionários federais a se vacinarem, assim como as empresas com mais de 100 funcionários. As companhias podem ser multadas se não cumprirem o mandato.

cl/bgs/pr/yow/ap/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos