Mercado abrirá em 2 h 48 min

Argentina pode ficar sem café e salame por falta de dólares

Produtos importados podem ficar em falta nos mercados da Argentina (Getty Image)
Produtos importados podem ficar em falta nos mercados da Argentina (Getty Image)
  • Mercados podem ficar desabastecidos

  • Café e salame são alguns dos itens que dependem de importação

  • País enfrenta inflação alta e problemas econômicos

As prateleiras dos mercados da Argentina devem ficar mais vazias nos próximos meses. Em meio a uma crise cambial impulsionada pela escassez de dólares, aliada a forte redução das reservas internacionais e dificuldades de importação, vai ficar mais difícil garantir alguns produtos.

Um exemplo é o café. Apesar de ser conhecido pelas elegantes cafeterias, o país não produz o fruto, apenas importa.

Já o salame, ingrediente na culinária local, até é produzido nacionalmente, mas utiliza 25 componentes importados, entre tripas e conservantes, de acordo com a Câmara dos Chacinados. Isso coloca em risco a produção nacional.

Enquanto o governo mantém um controle rígido do câmbio mesmo com a erosão das reservas internacionais, o aumento no preço dos produtos continua a todo vapor.

Atualmente, a Argentina está com inflação acima de 70% ao ano. Em julho deste ano, o índice econômico superou o da Venezuela.

Nesse contexto, para tentar conter a inflação, o Banco Central argentino já aumentou a taxa básica de juros para 52% ao ano. A situação econômica da nação colocou 4 em cada 10 cidadãos abaixo da linha da pobreza.

Para quem deseja exportar para o país, não é um bom momento. Indústrias brasileiras que exportarem produtos para a Argentina até setembro de 2022 só devem receber o pagamento pelas mercadorias em 180 dias. A medida anunciada no fim de junho por meio de resolução do Banco Central do país vizinho surpreendeu o mercado.

De acordo com o jornal "La Nación", a maior distribuidora de produtos da Apple não conseguiu finalizar o pagamento de produtos recebidos e terá que negociar a dívida diretamente com a companhia.