Mercado abrirá em 32 mins
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,57
    +0,42 (+0,62%)
     
  • OURO

    1.813,50
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    37.988,68
    -467,07 (-1,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    943,66
    +16,89 (+1,82%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.116,30
    -7,56 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.103,25
    +29,75 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1057
    -0,0126 (-0,21%)
     

Argentino investe em criptomoedas com dinheiro de clientes e perde tudo

·3 minuto de leitura
Criptomoeda Ethereum e Bandeira da Argentina
Criptomoeda Ethereum e Bandeira da Argentina

Um argentino reuniu 58 pessoas para um investimento promissor em Ethereum, mas acabou perdendo todo o valor arrecadado em uma semana. O caso teria acontecido após o suposto analista de sucesso vender sinais de criptomoedas pela internet.

Muitas pessoas que chegam no mercado de Bitcoin acabam caindo em golpes básicos, como confiar seus investimentos em terceiros e outras técnicas arriscadas, como seguir sinais de compra e venda de alegados experts.

Leia também:

Essas técnicas costumam ser um problema recorrente do mercado, com casos de fraudes financeiras semelhantes em todo mundo. Em sua defesa, o trader afirmou que não enganou ninguém com a captação no mercado para seus investimentos desastrosos.

Argentino investe em Ethereum com dinheiro de 58 clientes, alavanca sua posição 25 vezes e perde tudo

Quando a primeira criptomoeda a funcionar de fato surgiu no mundo, o Bitcoin, Satoshi Nakamoto já alertava para a confiança em terceiras partes. Isso também pode ser chamado risco de contraparte, que é quando uma parte de um acordo pode não cumprir o que havia sido estabelecido.

No caso da Argentina, o perfil do Twitter @Ozono_Merval, que tinha mais de 7 mil seguidores, acabou publicando várias análises de criptomoedas por algum tempo. Se mostrando um investidor de confiança, acabou chamando atenção de alguns, que imaginaram rentabilizar suas criptomoedas com apoio do trader.

Assim, o argentino criou um grupo de WhatsApp Premium para seus clientes, que deveriam pagar US$ 10 mil mensais para permanecer no local, recebendo instruções arrojadas de investimentos em criptomoedas.

A justificativa do homem que nunca se identificou, era ajudar as pessoas que não tem tempo de estudar ou investir no mercado e precisavam de ajuda para não perder a próxima grande onda de alta das criptomoedas.

Assim, o argentino reuniu 58 clientes interessados em rentabilizar um investimento em Ethereum. Foram arrecadados US$ 73 mil deles, cerca de R$ 376 mil para essa aventura dos supostos rendimentos.

Em seis dias, @Ozono_Merval afirmou ter feito uma operação mal sucedida no mercado, ao alavancar sua posição 25 vezes. Ele perdeu todo o dinheiro dos clientes, cancelou todas as contas que havia criado em redes sociais e desapareceu no último domingo (11).

“Gente sinto-me muito mal. Não estou ganhando nada e estou apenas perdendo dinheiro. Eu nem durmo. Lamento muito. Minha vida está me zoando. Um desastre. Perdão. Preciso de um descanso”

Ele tinha 200 investidores de confiança em seu “fundo de investimentos”

De acordo com o portal Infobae, o homem já foi identificado, mas não retornou os contatos após ser procurado para esclarecer as acusações que pesam contra ele.

Um dos estudantes que investiu com já aplicava com o trader em seu grupo de WhatsApp há quatro meses e acabou confiando neste fundo de investimento novo que Ozono criou, disse ao Infobae.

“Eu estava pagando a ele por meses do serviço premium de criptomoeda em tempo real. Ele conquistou a confiança de todos os assinantes, ele tinha cerca de 200 pessoas no serviço, ele tinha por cerca de quatro meses. Ele teve a ideia de criar esse fundo comum e me pareceu bom.”

Os investidores estão buscando agora se reunir para discutir o que será feito a seguir, mas o caso ilustra bem os riscos de se investir em sinais de grupos desconhecidos, mesmo quando se mostram promissores e de confiança.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos