Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,48 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,98 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,43
    -4,06 (-4,86%)
     
  • OURO

    1.651,70
    -29,40 (-1,75%)
     
  • BTC-USD

    18.905,74
    -213,08 (-1,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    434,61
    -9,92 (-2,23%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,27 (-1,62%)
     
  • FTSE

    7.018,60
    -140,92 (-1,97%)
     
  • HANG SENG

    17.933,27
    -214,68 (-1,18%)
     
  • NIKKEI

    27.153,83
    -159,30 (-0,58%)
     
  • NASDAQ

    11.388,00
    -177,50 (-1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0976
    +0,0649 (+1,29%)
     

Argentina registra 10º caso de pneumonia de origem desconhecida

As autoridades de saúde argentinas anunciaram nesta sexta-feira (2) o décimo caso de pneumonia de origem desconhecida na província de Tucumán, no norte do país, onde um surto da doença já causou três mortes.

“O Ministério da Saúde informa que foi identificado um novo paciente ligado ao conjunto de casos de pneumonia de origem desconhecida”, afirmou um comunicado da província.

“Trata-se de um paciente do sexo masculino de 81 anos de idade, com comorbidades, internado em estado grave, com assistência respiratória mecânica”, acrescentou, sem dar mais detalhes.

O surto parece até agora restrito a uma clínica privada da cidade de San Miguel de Tucumán, a 1.300 quilômetros de Buenos Aires. Dos 10 infectados, oito são profissionais de saúde.

As autoridades já descartaram covid, gripe, influenza e hantavírus como causas da doença misteriosa.

Amostras dos pacientes estão sob análise do Instituto Malbrán, laboratório de referência na Argentina.

nn/ls/yow/ic/mvv