Argentina paga dívida de US$ 3,52 bi junto a credores privados

Buenos Aires, 14 dez (EFE).- A Argentina pagou nesta sexta-feira US$ 3,52 bilhões a credores privados, no maior desembolso deste tipo desde a crise econômica ocorrida no fim de 2001, informou a agência oficial "Télam".

O pagamento, que cairá nas contas dos investidores na próxima segunda-feira, corresponde ao denominado "Cupom-PIB", um instrumento derivado das trocas de dívida de 2005 e 2010 pelo qual os credores recebem um dividendo anual se a economia argentina crescer acima do projetado.

No que vai do ano, a Argentina pagou US$ 11,478 bilhões referentes a sua dívida, mas para 2013 os compromissos previstos serão muito menores, especialmente porque não se espera o pagamento do "Cupom-PIB" devido ao magro crescimento com que o país encerrará 2012.

A presidente argentina, Cristina Kirchner, disse que o pagamento desta sexta-feira ocorreu "contra todas as previsões e contra todas as manobras e estratégias que se desenvolveram de dentro e de fora para fazer o país fracassar".

Cristina fazia referência ao processo que os fundos especulativos que não aderiram à troca mantêm contra o Estado argentino nos tribunais americanos.

Em novembro, a Câmara de Apelações dos Estados Unidos suspendeu a ordem do juiz federal Thomas Griesa que exigia o pagamento de US$ 1,33 bilhão aos fundos querelantes.

Em 27 de fevereiro, a Argentina e os fundos de investimento que possuem dívida não reestruturada deverão apresentar seus argumentos em uma audiência oral perante a Justiça dos EUA. EFE

Carregando...