Mercado fechado

Argentina faz seu primeiro embarque de carne de porco refrigerada para China

Agentes sanitários conduzem testes em porcos em Jacarta, Indonésia

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina enviou sua primeira remessa de carne de porco refrigerada para a China, informou o governo da potência agrícola sul-americana na quarta-feira, enquanto as importações de carne suína da China aumentam devido a um surto devastador da peste suína africana em casa.

O embarque incluiu 26 toneladas de cortes de carne de porco, de acordo com comunicado do Ministério da Agricultura de Buenos Aires.

"Este passo consolida ainda mais nosso setor pecuário no mercado mundial", afirmou o comunicado.

A Argentina anunciou que havia fechado um acordo em abril para acessar o maior mercado mundial de carne suína.

A Argentina, que já é uma importante fornecedora mundial de alimentos para soja, milho, trigo e farelo de soja, está pressionando para aumentar as exportações de carne suína e bovina. As importações chinesas de carne de porco podem atingir níveis recordes de 4,6 milhões de toneladas no próximo ano, informou o Rabobank, empresa holandesa de serviços financeiros.

O aumento nas importações ocorre depois que a peste suína africana, uma doença fatal dos porcos, se espalhou pela China, que possui o maior rebanho de suínos do mundo, matando milhões e desencorajando muitos agricultores a reabastecer suas fazendas.

(Por Hugh Bronstein)