Mercado fechará em 1 h 22 min
  • BOVESPA

    109.655,62
    +1.642,15 (+1,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.879,08
    +55,85 (+0,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,05
    +0,09 (+0,10%)
     
  • OURO

    1.843,00
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    43.235,28
    +1.041,27 (+2,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.027,60
    +32,34 (+3,25%)
     
  • S&P500

    4.590,36
    +57,60 (+1,27%)
     
  • DOW JONES

    35.389,90
    +361,25 (+1,03%)
     
  • FTSE

    7.585,01
    -4,65 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    15.263,00
    +229,50 (+1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1038
    -0,0636 (-1,03%)
     

Argentina detecta primeiro caso da Ômicron, diz Ministério da Saúde do país

·1 min de leitura
Mulher caminha em Córdoba durante pandemia de Covid-19 na Argentina

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina detectou seu primeiro caso da variante Ômicron do coronavirus em uma pessoa que tinha viajado à África do Sul, disse o Ministério da Saúde do país sul-americano no final do domingo.

O passageiro é um morador de 38 anos da província argentina ocidental de San Luís, que chegou em 30 de novembro vindo da África do Sul em um vôo através dos Estados Unidos e tem estado isolado desde então.

A variante Ômicron assustou os mercados globais e levou a novas restrições fronteiriças.

A Argentina se juntou a Brasil, México e Chile na lista de países latino-americanos onde foram detectados casos da nova variante.

O paciente envolvido, que foi totalmente vacinado, tinha feito um teste PCR negativo antes da viagem e outro teste de antígeno negativo ao chegar em Buenos Aires, disse o ministério. A pessoa realizou um novo teste após descobrir que colegas em um evento de trabalho na África do Sul haviam testado positivo para a Covid-19.

"O objetivo epidemiológico atualmente é conter e retardar a possível transmissão comunitária de novas variantes de preocupação", disse o ministério, acrescentando que continuaria a aumentar a cobertura vacinal e a reforçar outras medidas de prevenção.

O paciente estava em estreito contato com quatro pessoas, que também estão em isolamento, mas não apresentam sintomas e seus testes PCR foram negativos, disse o ministério. Todos serão submetidos a outro teste de PCR no final de seu isolamento.

(Reportagem de Eliana Raszewski)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos