Mercado fechado
  • BOVESPA

    118.811,74
    +1.141,84 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.352,18
    -275,49 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,63
    +0,31 (+0,52%)
     
  • OURO

    1.732,60
    -12,20 (-0,70%)
     
  • BTC-USD

    60.027,78
    +233,82 (+0,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.286,57
    -8,02 (-0,62%)
     
  • S&P500

    4.127,99
    -0,81 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    33.745,40
    -55,20 (-0,16%)
     
  • FTSE

    6.889,12
    -26,63 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.453,28
    -245,52 (-0,86%)
     
  • NIKKEI

    29.538,73
    -229,33 (-0,77%)
     
  • NASDAQ

    13.824,75
    -4,75 (-0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8304
    +0,0662 (+0,98%)
     

Arábia Saudita afirma ter evitado ataque de rebeldes do Iêmen à capital

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Tropas do governo enfrentam rebeldes no Iêmen

Explosões foram ouvidas neste sábado em Riade, onde a TV pública informou que o Exército saudita evitou um ataque dos rebeldes huthis iemenitas.

Apoiados pelo Irã, os rebeldes multiplicaram os ataques contra a Arábia Saudita, que lidera a coalizão militar que apoia o governo do vizinho Iêmen, país mergulhado em um conflito civil desde 2014. Forças da defesa aérea saudita desbarataram "um ataque com mísseis balísticos planejado pelos huthis contra a capital", informou a coalizão militar, citada pela rede de TV Al-Ekhbariya, que não revelou o número de mísseis interceptados.

Jornalistas da AFP e moradores de Riade ouviram fortes explosões na capital saudita. Segundo a coalizão liderada pelo país, foram interceptados quatro drones guiados pelos huthis, embora a autoria dos ataques não tenha sido reivindicada oficialmente.

Os huthis intensificaram os ataques contra a Arábia Saudita apesar da vontade do novo governo americano de retirar os rebeldes da sua lista de "organizações terroristas".

bur-ac/awa/eb/tjc/lb