Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.275,25
    -1.666,43 (-1,53%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.386,42
    -1.212,96 (-2,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,62
    -1,52 (-1,79%)
     
  • OURO

    1.842,30
    +10,50 (+0,57%)
     
  • BTC-USD

    36.059,82
    +1.076,75 (+3,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    820,42
    +9,82 (+1,21%)
     
  • S&P500

    4.316,59
    -81,35 (-1,85%)
     
  • DOW JONES

    33.663,20
    -602,17 (-1,76%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.196,50
    -230,00 (-1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2309
    +0,0409 (+0,66%)
     

Aquamação: conheça a nova técnica de “cremar” corpos com água

·2 min de leitura

Você sabia que é possível ser "cremado" de um jeito muito mais ecológico, com água? O processo se chama aquamação, e ganhou destaque com a morte do arcebispo sul-africano Desmond Tutu, vencedor do Prêmio Nobel da Paz, que escolheu essa alternativa para seu funeral.

Também conhecido como biocremação, o processo usa solução alcalina aquecida para descartar restos mortais de humanos ou animais, reduzindo o corpos a cinzas assim como acontece na cremação, mas sem a necessidade de combustão.

Durante a aquamação, o corpo é colocado dentro de um recipiente pressurizado preenchido com uma mistura de água e hidróxido de potássio (soda cáustica), aquecido a cerca de 150°C por aproximadamente 90 minutos. A técnica dissolve o tecido corporal, de modo que restem apenas os ossos. A próxima etapa do processo é secar e pulverizar esses ossos em uma máquina chamada cremulador. O vídeo abaixo (em inglês) mostra como funciona.

Basicamente, a técnica faz alusão à hidrólise alcalina, que faz parte do processo natural de decomposição de um corpo ao longo dos anos.

Aquamação: a cremação ecológica

A conhecida técnica de cremação requer imensa energia para alimentar o fogo e bombear milhões de toneladas de dióxido de carbono anualmente. Entre suas emissões estão o poluente PM10, associado à depressão, e o PM2.5, associado a problemas de saúde cardíaca e pulmonar, além de doenças crônicas. A aquamação requer muito menos energia e não produz nenhuma das emissões. O líquido deixado para trás é orgânico e pode ser usado ​​como fertilizante.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos