Mercado abrirá em 8 h 49 min
  • BOVESPA

    111.289,18
    +1.085,18 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.037,05
    -67,35 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,83
    -0,52 (-0,60%)
     
  • OURO

    1.814,90
    -14,80 (-0,81%)
     
  • BTC-USD

    36.132,05
    -864,04 (-2,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    822,19
    -33,62 (-3,93%)
     
  • S&P500

    4.349,93
    -6,52 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.168,09
    -129,61 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.469,78
    +98,32 (+1,33%)
     
  • HANG SENG

    23.782,27
    -507,63 (-2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.321,33
    -690,00 (-2,55%)
     
  • NASDAQ

    13.947,75
    -210,75 (-1,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0987
    -0,0077 (-0,13%)
     

Apretude: EUA aprovam primeiro medicamento bimestral para prevenir o HIV

·2 min de leitura

Os Estados Unidos aprovaram o primeiro medicamento injetável de longa duração para prevenir infecções por HIV. Aplicado de forma bimestral, o remédio Apretude é considerado uma Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) e deve revolucionar este tipo de terapia, já que o uso é significativamente mais simples do que os tratamentos comuns.

Após análise e aprovação da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos EUA, o remédio Apretude passa a ser, oficialmente, indicado para pessoas com alto risco de contrair o vírus da Aids. Além disso, o indivíduo deve pesar pelo menos 35 kg.

EUA autorizam remédio para prevenir o HIV, usado a cada dois meses (Imagem: Reprodução/Ave Calvar Martinez/Pexels)
EUA autorizam remédio para prevenir o HIV, usado a cada dois meses (Imagem: Reprodução/Ave Calvar Martinez/Pexels)

Apretude é uma PrEP diferente

“A aprovação de hoje adiciona uma ferramenta importante no esforço para acabar com a epidemia de HIV, fornecendo a primeira opção para prevenir o vírus que não envolve tomar uma pílula diária”, explicou Debra Birnkrant, da FDA, em comunicado, divulgado na segunda-feira (20).

Outras medicações usadas como PrEP para o HIV demandam o uso de pílulas diárias ou em intervalos menores do que os dois meses do Apretude. Como o novo tratamento só precisa ser tomado uma vez a cada dois meses, a possibilidade de um maior número de pessoas aderirem é alta e, em consequência, o número de novas infecções pode ser reduzido.

Segundo a FDA, o uso da PrEP é recomendada para cerca de 1,2 milhão de pessoas em situação de risco para o HIV nos EUA. No entanto, apenas 25% das pessoas desse grupo receberam uma receita do tipo em 2020.

“Esta injeção, administrada a cada dois meses, será crítica para lidar com a epidemia de HIV nos Estados Unidos, incluindo ajudar indivíduos de alto risco e certos grupos onde a adesão à medicação diária tem sido um grande desafio ou uma opção não realista”, ressalta Birnkrant.

Estudos sobre o medicamento contra o HIV

Para a aprovação do medicamento que preveni o HIV, a FDA analisou dois estudos sobre o medicamento. Na primeira pesquisa, 4,5 mil homens cisgêneros e mulheres transexuais, com risco para contrair a infecção, foram selecionados.

Segundo os autores, foi possível verificar que aqueles que receberam Apretude tinham 69% menos probabilidade de contrair HIV do que aqueles que utilizam Truvada, outro medicamento usado como PrEP, mas com doses diárias.

Agora, o segundo estudo incluiu 3,2 mil mulheres cisgêneros, com risco de exposição ao HIV, e observou que as participantes que tomaram o Apretude tinham 90% menos probabilidade de se infectar do que aquelas que receberam Truvada.

Vale destacar que, embora o medicamento tenha obtido uma alta eficácia nos testes clínicos, o uso é destinado apenas para pessoas que não convivem com o HIV, ou seja, não trata a infecção, apenas previne. Além disso, outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) podem ser contraídas pelos usuários, quando outros métodos, como a camisinha, não são usados.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos