Mercado abrirá em 5 h 52 min
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.220,83 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,61 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,59
    +1,09 (+1,77%)
     
  • OURO

    1.751,40
    +22,60 (+1,31%)
     
  • BTC-USD

    46.150,41
    +1.760,37 (+3,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    921,38
    -11,76 (-1,26%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,63 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    29.394,68
    +414,47 (+1,43%)
     
  • NIKKEI

    29.663,50
    +697,49 (+2,41%)
     
  • NASDAQ

    13.066,75
    +155,75 (+1,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7612
    +0,0029 (+0,04%)
     

Apresentando cada vez mais soluções, notebooks seguem como tendência em 2021

Colaborador externo
·2 minuto de leitura

Por Luciano Beraldo*

Em 2020, o notebook foi um dos elementos centrais para reorganização do cotidiano diante do distanciamento social e da implementação do home office como padrão em considerável parte do mercado brasileiro. E essa busca por atualização dos equipamentos segue como uma das tendências para o ano que acaba de começar. Está consolidada a ressignificação dos computadores como elementos úteis não só para tarefas profissionais, mas para lazer e demais atividades que se tornaram cada vez mais presentes nas residências dos brasileiros. A manutenção dessa importância tem uma explicação: a quantidade de soluções que o notebook oferece.

Não é à toa que dedicar horas diárias na frente de um computador deixou de ser apenas trabalho para ser, também, uma escolha. O notebook fixou-se como um aliado tanto em reuniões online como para encontros com amigos e familiares à distância, exercícios físicos ou até um happy hour. Isso ocorre, inclusive, porque os computadores podem centralizar funções, por meio da conectividade com celulares e televisores para consumo de conteúdo ou exibir fotos e vídeos por exemplo, entre outras funções que facilitam o dia a dia.

Os aparelhos estão cada vez mais finos e leves, não necessitando de áreas de grandes dimensões para serem posicionados. Com isso, mesmo para quem passa a conviver com um trabalho híbrido, carregar o computador para onde for preciso é tão simples quanto colocar um caderno em uma mala ou mochila, levando consigo todo o material fundamental em compromissos profissionais ou escolares.

Um dos legados do ano passado para os notebooks está na ampliação de seu público, atingindo diversas profissões que constataram a necessidade de buscar equipamentos mais poderosos. Dessa forma, também há uma tendência de que máquinas mais robustas passem a ser adquiridas por uma parcela cada vez maior dos consumidores. Modelos de alta performance são vistos como um claro investimento capaz de otimizar todas as funções, em qualquer hora do dia.

Além disso, as conexões de internet têm se tornado mais rápidas e eficientes a cada nova tecnologia que surge. Mesmo que ocorra a flexibilização do distanciamento social, esses períodos de avanço tecnológico são marcantes para que as pessoas busquem a atualização de seus equipamentos, para desfrutar melhor das novidades. Com o notebook como aparelho central na rotina, é natural o desejo de contar com aparelhos compatíveis às promissoras expectativas de conectividade para a terceira década do século XXI.

É inegável que, da mesma forma que nossas rotinas foram desafiadas desde o ano passado, a tecnologia apresentou-se firmemente como solução, com o notebook como protagonista. Esse movimento se refletiu imediatamente com consumidores ainda mais exigentes em todos os aspectos que esses aparelhos podem apresentar. Ao mesmo tempo, vemos a indústria preparada para potencializar o cotidiano em todos os setores, seja para educação, comunicação ou entretenimento, profissional ou particular.

*Luciano Beraldo é gerente sênior da área de notebooks da Samsung Brasil

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: