Mercado fechado

Aprenda onde encontrar tudo o que o Facebook sabe sobre você

Rubens Eishima

Com mais de dois bilhões de usuários, o Facebook é uma das empresas que mais armazena dados pessoais no mundo, e o número nem considera outros aplicativos e serviços da empresa, como o Instagram e o WhatsApp. Mas será que você sabe quais informações o Facebook tem a seu respeito?

A preocupação com os dados pessoais armazenados pelo Facebook ainda é baixa, mas cresce a cada dia, principalmente, com os diversos vazamentos de dados divulgados na imprensa, seja por (ir)responsabilidade do Facebook ou terceiros. Não ajuda ainda o fato de muitas pessoas não tomarem cuidado com a própria senha, talvez por não ter ideia do perigo oferecido por ter seus dados vazados pela Internet.

"Os usuários compartilham grandes quantidades de informações na Internet sem pensar em quem pode vê-las e como podem ser usadas. Por isso, o download de uma cópia das informações armazenadas sobre nossas atividades pode servir para medir a quantidade e os detalhes das informações que publicamos sobre nós. Essas informações nas mãos dos cibercriminosos podem ser usadas para projetar um ataque cibernético, por meio do qual é possível roubar nossas informações sigilosas e realizar ações maliciosas. Permanecer protegido permite que você aproveite a tecnologia com segurança", explica Luis Lubeck, especialista em segurança da informação da ESET na América Latina.

Informações pessoais encontradas no Facebook podem ser usadas contra o próprio usuário, por exemplo, um hacker pode utilizar dados do perfil para deduzir senhas ou ainda para obter respostas para perguntas de redefinição de senha – qual a sua cidade natal? Qual é o nome do seu primeiro professor? Por exemplo.

Entre os dados guardados pela rede social – sem considerar o Instagram e o WhatsApp – estão os seguintes:

  • Publicações (inclusive as enquetes e posts ocultados);
  • Fotos e vídeos (enviados e compartilhados);
  • Comentários (seja nas suas publicações, de amigos ou grupos);
  • Curtidas e reações;
  • Publicações, comentários e Páginas que você curtiu ou aos quais reagiu;
  • Amigos na rede social;
  • Stories (fotos e vídeos publicados);
  • Seguindo e seguidores (pessoas, organizações e empresas);
  • Mensagens (seus chats no Messenger);
  • Grupos (publicações e comentários nos que você participa ou gerencia);
  • Eventos;
  • Informações do perfil (dados de contato, acontecimentos e preferências pessoais);
  • Páginas administradas;
  • Marketplace (toda a sua atividade no serviço);
  • Histórico de pagamentos (usando os sistemas da rede social);
  • Itens e coleções salvos;
  • Seus locais;
  • Aplicativos e sites (nos quais você entrou com o login do Facebook);
  • Portal (informações como favoritos e fotos no Superframe);
  • Outras atividades (incluindo cutucadas dadas e recebidas);
  • Anúncios e empresas (que coletaram suas informações, e até interações com estas fora do Facebook);
  • Histórico de pesquisa;
  • Localização;
  • Sobre você (informações associadas à sua conta do Facebook);
  • Informações sobre login e segurança (histórico de logins/logouts e dispositivos).

"Um usuário que usa o Instagram e acredita que não está compartilhando suas informações com o Facebook está enganado, pois as duas redes sociais são da mesma empresa (que também possui outras redes, como WhatsApp, Face.com, Atlas, etc). É importante ter em mente que as redes sociais não são gratuitas. Elas são monetizadas com o gerenciamento de dados e informações pessoais inseridas pelos usuários", explica Luis Lubeck, especialista em segurança da informação da ESET na América Latina.

Entre as recomendações da ESET estão, além de conhecer os dados armazenados na rede social, ativar sempre que possível a autenticação em duas etapas, e usar uma VPN, especialmente caso esteja conectado a redes Wi-Fi abertas, pelas quais os dados da sua conexão trafegam sem proteção. A empresa de segurança oferece ainda um portal com dicas e informações úteis para proteger sua privacidade online.

Como baixar (todos) os seus dados no Face

O próprio Facebook oferece uma ferramenta que permite baixar as suas informações armazenadas pela empresa, mas é preciso abrir a página da rede social em um navegador para computadores. Feito isso, basta clicar na setinha para baixo ao lado do botão “?” na barra superior azul, depois clicar em “Configurações”:

Clique em "Configurações" (crédito: Facebook/Reprodução)

Depois clicar na opção “Suas informações no Facebook” nas opções da esquerda, seguido da opção “Baixar suas informações” na coluna da direita.

Os passos para baixar dados só podem ser feitos na página da rede para computadores (crédito: Facebook/Reprodução)

Na tela que surge, confira se todas as opções estão marcadas abaixo de “Suas informações” e então clique na opção “Criar arquivo”.

É possível até exportar os dados para outra plataforma (crédito: Facebook/Reprodução)

O processo pode demorar alguns minutos, dependendo da quantidade de informações armazenadas pela rede social, mas você será notificado quando o arquivo estiver disponível para download. Assim como o processo de solicitação das informações, o download dos dados só pode ser feito no notebook ou computador.

O recurso gera um arquivo com extensão ZIP, contendo arquivos com informações em formato HTML (que podem ser abertos no navegador), além de imagens e vídeos publicados na rede.

E aí, essa foi uma informação útil?

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: