Mercado abrirá em 33 mins
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,57
    +0,72 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.786,60
    +9,20 (+0,52%)
     
  • BTC-USD

    34.016,28
    +2.401,55 (+7,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    813,96
    +19,63 (+2,47%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.119,78
    +29,77 (+0,42%)
     
  • HANG SENG

    28.817,07
    +507,31 (+1,79%)
     
  • NIKKEI

    28.874,89
    -9,24 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    14.275,00
    +16,75 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9142
    -0,0056 (-0,09%)
     

Aprenda a importar sua playlist favorita para outros serviços de streaming de música

·2 minuto de leitura
Aprenda a importar sua playlist favorita para outros serviços de streaming de música
Aprenda a importar sua playlist favorita para outros serviços de streaming de música

Com a imensidão de aplicativos de streaming de música disponíveis no mercado, é natural que, em algum momento, o usuário opte pela migração de serviço. No entanto, escolher uma nova plataforma pode implicar em diversas “dores de cabeça” para o indivíduo, especialmente relacionadas com a transferência de uma playlist.

Isso porque, em alguns casos, a playlist favorita pode ter demorado um tempo considerável para ser construída: uma banda de rock escocesa da década de 90, o primeiro álbum de um grupo indie totalmente desconhecido, sem contar as músicas que foram salvas — e descobertas — ao longo dos anos.

Ou seja, além do fato de colocar na balança os prós e contras das plataformas, os usuários podem temer a necessidade de refazer toda a sua playlist favorita, o que de fato, pode ser uma tarefa um tanto quanto trabalhosa.

Felizmente, existe um jeito simples para importar playlists de diversas plataformas (como Spotify, Apple Music, Deezer, Amazon Music, iTunes, entre outros) por meio do site TunemyMusic. E o melhor: tudo isso de graça!

Caso queira saber como fazer o processo, basta acompanhar o passo a passo abaixo.

Leia mais:

Como importar uma playlist para plataformas de streaming de música

Antes de tudo, é importante lembrar que as músicas estão sujeitas à disponibilidade de cada plataforma. Ou seja, uma faixa disponível somente no Deezer não vai poder ser reproduzida em outra plataforma e vice-versa.

Para iniciar o processo de importação de playlist, entre no site do TunemyMusic por meio deste link (não será necessário fazer o login na página) e clique em “Vamos começar”.

Página inicial do TunemyMusic
Página inicial do TunemyMusic

Feito isso, será preciso definir qual a plataforma de origem da playlist. Existem diversas opções disponíveis e ainda é possível enviar um arquivo do seu dispositivo. Escolha o streaming de música e faça o login da conta para prosseguir.

Escolhendo a plataforma fonte da playlist
Escolhendo a plataforma fonte da playlist

Será possível fazer um “apanhado” ao carregar as faixas automaticamente de sua conta escolhida ou mesmo colar o link de uma playlist específica. No primeiro caso, o usuário poderá escolher se direciona apenas músicas, álbuns e artistas favoritos, ou mesmo todas as opções.

Escolhendo a playlist para importação
Escolhendo a playlist para importação
Definindo quais músicas, álbuns e artistas serão transferidos para a outra plataforma
Definindo quais músicas, álbuns e artistas serão transferidos para a outra plataforma

O próximo passo será definir a plataforma que vai receber a playlist. Escolha o serviço e faça o login em sua conta.

Selecionando o destino da playlist escolhida
Selecionando o destino da playlist escolhida

Para finalizar o processo de importação da playlist, clique em “Começar a mover a minha música”.

Finalizando o processo de importação da playlist
Finalizando o processo de importação da playlist

Logo após o término do procedimento, a playlist ou artistas importados já estarão disponíveis na “nova” plataforma de streaming de música escolhida.

Ilustração de processo concluído no Deezer
Ilustração de processo concluído no Deezer

Ainda será possível adicionar o recurso de sincronização automática. Deste modo, sempre que fizer uma alteração na playlist original, a mudança será refletida na outra plataforma — desde que as músicas estejam disponíveis, é claro.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos