Mercado abrirá em 8 h 23 min

Apple Watch 6 vs Apple Watch SE: quais as diferenças entre os dois relógios?

Felipe Junqueira
·5 minutos de leitura

Em 15 de setembro de 2020, a Apple apresentou ao mundo dois novos relógios: Apple Watch Series 6 e o Apple Watch SE. Como sempre, fica aquela dúvida em relação a que diferencia cada modelo, ainda mais dada a diferença considerável de preço entre os dois.

O Canaltech analisou cuidadosamente as fichas técnicas dos relógios e resume, nos próximos parágrafos, o que tem de diferente entre o Apple Watch 6 e o Apple Watch SE para ajudar você a entender qual dos dois é o mais indicado para seu uso.

Design e tela

A aparência externa é a mesma nos dois modelos. A própria Apple descreve o Watch SE como um dispositivo “com o mesmo tamanho de tela do Apple Watch Series 6”. As imagens deixam claro que os dois são iguais, com caixas de 40 mm ou 44 mm, pulseira de mesmo encaixe, botão e gavetinha de chip no mesmo local.

Descrições dos relógios no site da Apple (Imagem: Divulgação/Apple)
Descrições dos relógios no site da Apple (Imagem: Divulgação/Apple)

Ambos são resistentes à água, com a possibilidade de mergulhar até 50 m de profundidade e, portanto, preparados para natação. Porém, o Watch SE só possui acabamento em alumínio, enquanto o Series 6 traz também opção de caixa em aço inoxidável ou titânio.

A tela dos dois modelos tem tamanho igual, o mesmo desde o Watch Series 4. O que muda é o recurso Sempre Ativa, que não está disponível para o Watch SE. Uma vantagem do Watch Series 6 está no fato de que basta olhar para o relógio em qualquer posição para saber que horas são, enquanto no SE é necessário girar o pulso para o display acender e mostrar as informações da tela inicial.

Recursos e tecnologias

E é claro que os cortes na versão mais barata vão além de uma tela sempre ativa. O Watch Series 6 é o primeiro relógio da Apple a medir o nível de oxigênio no sangue, recurso indisponível no SE. O modelo mais barato também não conta com o app de eletrocardiograma, fazendo apenas um monitoramento para detectar se a frequência cardíaca está muito alta ou muito baixa, enviando uma notificação ao usuário.

É que o Watch SE nao possui os sensores de oxigênio no sangue nem o cardíaco elétrico, responsáveis pelo monitoramento SpO2 e de batimentos. Mas conta com um sensor cardíaco óptico, que consegue detectar se a pulsação está irregular ou se há mudança repentina na frequência de batimentos do coração.

Recursos principais são basicamente os mesmos no Series 6 e SE (Imagem: Divulgação/Apple)
Recursos principais são basicamente os mesmos no Series 6 e SE (Imagem: Divulgação/Apple)

De resto, ambos oferecem as mesmas funções, como detecção de queda (com direito a aviso a serviços de emergência no caso de inatividade do usuário após o tombo), GPS, bússola, altímetro sempre ativo, microfone e alto-falante de segunda geração e versão com suporte aos dados móveis.

Na parte de dentro, mais uma diferença: o Watch Series 6 vem com o chip S6 SiP da Apple, com dois núcleos, enquanto o SE tem o S5 SiP, também de dois núcleos. No caso do modelo mais novo, é o mesmo hardware do Series 5, até duas vezes mais veloz que o S3, mas um pouco menos veloz que o S6. Segundo a Apple, seu novo chip de relógio é até 20% mais rápido que o S5.

Ambos ainda possuem 32 GB de espaço interno para você instalar aplicativos. E a bateria tem duração de aproximadamente 18 horas em ambos, também de acordo com a fabricante.

Apple Watch Series 6 vs Watch SE: qual é o mais indicado?

Preço é uma das grandes diferenças entre os relógios (Imagem: Diculgação/Apple)
Preço é uma das grandes diferenças entre os relógios (Imagem: Diculgação/Apple)

Para fechar, é bom entender a diferença de preços. Uma vez que o Watch SE não tem opção de acabamento além do alumínio, vamos comparar apenas esta opção do Series 6, simplificando um pouco as coisas.

Na versão sem dados móveis fica e com caixa de 40 mm, o Apple Watch SE sai por R$ 3.799, valor que sobe para R$ 5.299 no Series 6 com as mesmas especificações. São R$ 1.500 a mais para levar o modelo mais completo. Se você quiser a versão de 44 mm com GPS + Cellular, o SE custa R$ 4.749, equanto o Watch Series 6 vai para R$ 6.849 nessa mesma opção.

Não parece razoável gastar toda essa diferença para ter, basicamente, um chip 20% mais rápido — precisa mesmo de muita velocidade no relógio? — e monitoramento cardíaco elétrico e de oxigênio no sangue, disponíveis em aparelhos mais precisos e baratos à venda em farmácias.

Ou seja, o Apple Watch SE é uma opção bem bacana e muito mais em conta para quem gosta de monitorar o sono e manter um registro das atividades físicas do dia-a-dia sem deixar de lado o estilo do relógio da Maçã.

Os novos Apple Watch ainda não estão à venda no Brasil, mas você pode se interessar em um dos modelos anteriores, que são tão bons quanto o SE:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: