Mercado abrirá em 9 h 41 min
  • BOVESPA

    96.582,16
    +1.213,40 (+1,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    36.801,37
    -592,34 (-1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    36,40
    +0,23 (+0,64%)
     
  • OURO

    1.871,80
    +3,80 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    13.561,98
    +131,31 (+0,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    265,74
    +23,06 (+9,50%)
     
  • S&P500

    3.310,11
    +39,08 (+1,19%)
     
  • DOW JONES

    26.659,11
    +139,16 (+0,52%)
     
  • FTSE

    5.581,75
    -1,05 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    24.509,39
    -77,21 (-0,31%)
     
  • NIKKEI

    23.152,24
    -179,70 (-0,77%)
     
  • NASDAQ

    11.197,50
    -145,25 (-1,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7507
    +0,0051 (+0,08%)
     

Apple vai reabrir lojas no Brasil, mas atendimento terá de ser agendado

Felipe Demartini
·2 minutos de leitura

As lojas oficiais da Apple estão reabrindo as portas, mas os clientes ainda não poderão passar por lá apenas para “dar uma olhadinha”. Como medida sanitária para contenção da disseminação do novo coronavírus, os interessados deverão marcar um horário antes de comparecem aos estabelecimentos em São Paulo (SP) e no Rio de Janeiro (RJ), seja para realizar compras, consultar especialistas de suporte ou retirar produtos que estejam na assistência técnica. O número máximo de pessoas no local será controlado, mas não foi divulgado.

De acordo com a empresa, os agendamentos devem ser realizados por meio de seu site oficial e, sem marcação de horário, o acesso não será permitido. Além disso, outras exigências estão sendo feitas aos clientes, como o uso de máscara facial para acesso ao estabelecimento e durante todo o atendimento. Uma distância mínima de 1,5m deve ser mantida entre os funcionários e visitantes, que têm álcool em gel disponível durante todo o processo. Avisos visuais sobre higiene e saúde também estão disponíveis nos locais e a Apple se reserva ao direito de negar atendimento daqueles que não cumprirem as normas.

Uma reabertura experimental aconteceu no último domingo (04), com as lojas passando a atender de forma definitiva, ainda que dentro das restrições citadas, a partir desta quarta-feira (07). As regras valem para os espaços da Apple nos shoppings Morumbi, em São Paulo, e Village Mall, no Rio, e coincide com a liberação dos centros de compra em si. As lojas não recebiam clientes desde março, quando fecharam devido à pandemia.

Enquanto isso, os funcionários dos escritórios da fabricante no Brasil seguem trabalhando em regime de home office, sem previsão de retorno às atividades normais. Em julho, a empresa afirmou que um retorno é improvável ainda em 2020.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: