Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,79 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,80 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    +0,25 (+0,31%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -3,70 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    19.273,63
    +32,80 (+0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,09 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,93 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,89 (-1,84%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    +22,75 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

Apple reajusta preço dos serviços no mundo; Brasil tem aumento de 40%

Apple vai aumentar em até 30% os preços de aplicativos pagos (Getty Image)
Apple vai aumentar em até 30% os preços de aplicativos pagos (Getty Image)
  • Apple tem realizado reajustes em diversos países

  • Força do dólar tem influenciado em decisões da empresa

  • Serviços no Brasil também ficarão mais caros

Não são só os produtos essenciais que têm ficado mais caros. Itens de tecnologia também estão sofrendo elevações nos últimos meses. Desta vez, foi a vez da loja virtual da Apple anunciar reajustes.

A marca anunciou que vai aumentar em até 30% os preços de aplicativos pagos e de compras via apps em dezenas de países.

As mudanças devem ocorrer, em um primeiro momento, em países da zona do euro, na Suécia, Japão, Coreia do Sul, Chile, Egito, Malásia, Paquistão e Vietnã, de acordo com uma mensagem enviada aos desenvolvedores de aplicativos.

No Japão, por exemplo, as elevações chegam a 30%. Cobrança mais alta deve ser implementada para refletir a valorização do dólar em comparação com o euro.

Nesses países, a países, a Apple já havia aumentado os preços dos aparelhos, como o Mac, iPhone e iPad, também para refletir as mudanças nas cotações das moedas.

Marca reajustou preço de serviços no Brasil

Além da Apple Store, outros serviços oferecidos pela companhia devem ficar mais caros. Nesta segunda-feira (19), a marca reajustou o Music, o One e o TV+.

Os pacotes da Apple One ficaram até 31,6% mais caros. Já a Apple TV+, streaming de filmes e séries da empresa, passou de R$ 9,90 para R$ 14,90. Dois planos da Apple Music também sofreram elevações que chegam a 40,1%.

Dados recentes apontam que a empresa tem, ao todo, cerca de 816 milhões de assinaturas pagas. No último trimestre, apenas o segmento de serviços teve alta de 12% ano a ano.