Mercado fechará em 2 h 15 min
  • BOVESPA

    122.078,13
    +169,10 (+0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.373,32
    -493,83 (-0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,43
    +0,51 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.835,80
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    56.428,02
    -766,63 (-1,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.506,80
    +1.264,12 (+520,90%)
     
  • S&P500

    4.156,16
    -32,27 (-0,77%)
     
  • DOW JONES

    34.290,71
    -452,11 (-1,30%)
     
  • FTSE

    6.947,99
    -175,69 (-2,47%)
     
  • HANG SENG

    28.013,81
    -581,89 (-2,03%)
     
  • NIKKEI

    28.608,59
    -909,71 (-3,08%)
     
  • NASDAQ

    13.358,50
    +1,75 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3538
    +0,0136 (+0,21%)
     

Apple TV+ | Tom Holland estará em série original sobre distúrbios mentais

Felipe Demartini
·3 minuto de leitura

Tom Holland foi anunciado com o protagonista de The Crowded Room, nova série original exclusiva do Apple TV+. O seriado em formato antológico retrará casos reais de pessoas que lidam com distúrbios mentais em seu cotidiano; na primeira temporada, será contada a história de Billy Milligan, o primeiro a ser absolvido de crimes graves após a comprovação de um diagnóstico de transtorno dissociativo de personalidade.

Akiva Goldsman (vencedor do Oscar por Uma Mente Brilhante) assina o roteiro, baseado no livro The Minds of Billy Milligan, de Daniel Keyes e ainda inédito no Brasil. A publicação contra a história do americano que, entre os anos 1970 e 1980, foi preso e acusado de diferentes crimes, incluindo assalto à mão armada e três estupros contra estudantes da Universidade Estadual de Ohio.

Após ser condenado e passar 10 anos preso entre diferentes instituições psiquiátricas, ele foi inocentado dos crimes depois que advogados e médicos comprovaram que duas de suas 14 personalidades seriam as responsáveis pelos crimes, sem que o próprio Milligan estivesse ciente disso. Além de ter sido o primeiro libertado após um diagnóstico desse tipo, a defesa também marca a primeira vez em que um transtorno dissociativo de personalidade foi usado nos tribunais.

No anúncio oficial, a série de 10 episódios foi categorizada como um thriller, mas, aparentemente, não apenas focada nos crimes e na defesa em si, mas também na vida de Milligan e como ele aprendeu a conviver com seu transtorno. Vale a pena citar, também, que The Crowded Room é a concretização de um projeto que roda pelos estúdios de Hollywood desde os anos 1990, com direito a roteiro escrito por James Cameron (Avatar) e nomes como Matthew McConaughty, Brad Pitt e Sean Penn atrelados a um projeto que jamais saiu do papel, até ser reiniciado, agora, como série original do Apple TV+.

Além do roteiro, Goldman também é o produtor executivo do seriado, ao lado do próprio Holland. O ator, recentemente, também estrelou outra produção original do serviço da Maçã, Cherry: Inocência Perdida, filme no qual repetiu sua parceria com os irmãos Anthony e Joe Russo, responsáveis por diversos longas do Universo Cinematográfico da Marvel como Vingadores: Ultimato, Guerra Infinita e outros.

The Crowded Room, também, é citada como uma entre dezenas de produções originais que estão sendo desenvolvidas para o Apple TV+. Ainda que um trailer, imagens ou mais informações sobre a antologia não tenham sido divulgadas, a Maçã a posiciona como uma das grandes atrações para o futuro ao lado de Emancipation, de Antoine Fuqua e protagonizada por Will Smith, Killers of the Flower Moon, de Martin Scorcese e com Leonardo DiCaprio, e Masters of the Air, produzida por Steven Spielberg e Tom Hanks.

The Crowded Room também não teve data de lançamento divulgada. No Brasil, a assinatura do Apple TV+ custa R$ 9,90 por mês, com a empresa dando testes gratuitos por sete dias e um ano de acesso liberado na compra de aparelhos como iPhones, iPads, iPod Touches, Apple TVs ou Macs.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: