Mercado fechará em 1 h 39 min
  • BOVESPA

    112.266,75
    -49,41 (-0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.507,80
    -267,11 (-0,49%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,90
    -0,78 (-0,98%)
     
  • OURO

    1.939,80
    -5,80 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    23.216,42
    -382,04 (-1,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    525,57
    -12,30 (-2,29%)
     
  • S&P500

    4.039,30
    -31,26 (-0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.892,68
    -85,40 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.784,87
    +19,72 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    22.069,73
    -619,17 (-2,73%)
     
  • NIKKEI

    27.433,40
    +50,84 (+0,19%)
     
  • NASDAQ

    12.055,25
    -167,00 (-1,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5541
    +0,0079 (+0,14%)
     

Apple promove Dia Mundial de Luta contra à AIDS para conscientização e respeito

O dia 1° de dezembro é marcado como o Dia Mundial de Luta Contra à AIDS e a Apple é conhecida como uma das empresas que mais promovem conscientização entre as grandes fabricantes globais graças à parceria de 16 anos com a organização (RED). Em 2022, a Maçã destaca resultados do esforço global no combate à AIDS e a luta por conscientização e respeito.

Além de promover os já conhecidos produtos e acessórios vermelhos (PRODUCT)RED — incluindo iPhone 14, Apple Watch Series 8, fones de ouvido Beats e chaveiros Airtag —, a Apple ressalta que seus cliantes ajudaram a arredar mais de US$ 270 milhões para combater a AIDS, "disponibilizando prevenção, teste, orientação e tratamento nas comunidades mais necessitadas."

Produtos e acessórios (PRODUCT)RED revertem parte da receita em ajuda para o Fundo Global de Combate à AIDS e aliviar impactos da covid-19 (Imagem: Divulgação/Apple)
Produtos e acessórios (PRODUCT)RED revertem parte da receita em ajuda para o Fundo Global de Combate à AIDS e aliviar impactos da covid-19 (Imagem: Divulgação/Apple)

A fabricante destaca que, desde de 2006, com o início da parceria com a (RED), mais de 11 milhões de pessoas tiveram acesso a serviços de cuidado e suporte, mais de 197 milhões de testes de HIV foram distribuídos na África Subsaariana e mais de 5 milhões de mães HIV-positivas ajudaram a prevenir a transmissão para seus bebês.

O Fundo Global leva prevenção, testes, orientação, serviços de saúde sexual reprodutiva e programas de tratamento para mulheres e meninas dentro de "uma abordagem cíclica", explica Luisa Engel, gerente da equipe de estratégia e impacto da (RED).

"Precisamos começar do princípio, garantindo que toda gestante tenha acesso a testes de HIV e, se necessário, a tratamento e orientação durante a gravidez, parto e amamentação", destaca, reforçando que o acesso à educação deve ser continuado e que serviços de prevenção durante adolescência e idade adulta devem ser mantidos.

Testagem, prevenção e conscientização

Governos precisam adotar testagem e informação para reduzir preconceito e discriminação e garantir direitos de portadores do HIV (Imagem: Ave Calvar Martinez/Pexels)
Governos precisam adotar testagem e informação para reduzir preconceito e discriminação e garantir direitos de portadores do HIV (Imagem: Ave Calvar Martinez/Pexels)

Em discurso nesta quinta-feira (1), o secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que "todas as pessoas têm o direito ao respeito e à inclusão" e que países precisam implementar melhores leis, políticas e práticas para combater o estigma e exclusão de pessoas com HIV.

Dados do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) estimam que 38,4 milhões de pessoas convivam com o virus do HIV em todo o mundo, mas que cerca de 5,9 milhões desconheçam estarem contaminadas.

O grande número estaria relacionado ao medo de realizar o teste do HIV, mas é necessário reconhecer que quanto mais cedo o diagnóstico, mas rápido é o tratamento para eliminá-lo do corpo.

E embora os níveis de infecção sejam mais altos em determinados grupos, sabemos que qualquer pessoa, independente de sexualidade, raça e classe social, pode contrair o vírus do HIV e desenvolver a AIDS caso não realize o tratamento a tempo.

Por isso o uso de preservativos e da PrEP (Profilaxia Pós-Exposição) são essenciais no combate à doença e para prevenir outras doenças sexualmente transmissíveis.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: