Mercado abrirá em 7 h 28 min
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,78
    +1,21 (+1,10%)
     
  • OURO

    1.827,60
    +2,80 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    20.797,12
    -367,55 (-1,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    452,27
    -9,52 (-2,06%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.258,32
    +49,51 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    22.076,73
    -152,79 (-0,69%)
     
  • NIKKEI

    26.971,63
    +100,36 (+0,37%)
     
  • NASDAQ

    12.032,00
    -8,50 (-0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5405
    -0,0036 (-0,06%)
     

Apple pode receber multa de R$ 4,5 bilhões por "piorar" iPhones antigos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Apple corre sérios riscos de receber uma multa de US$ 900 milhões (R$ 4,5 bilhões, na cotação atual). O motivo já é conhecido: o downgrade proposital de iPhones antigos, que já lhe rendeu outras ações em anos anteriores em vários países.

Dessa vez, o processo é levantado por um grupo de defesa do consumidor no Reino Unido, liderado pelo ativista Justin Gutmann. Segundo o processo, cerca de 25 milhões de iPhone 6, 6 Plus, 6S, 6S Plus, SE, 7, 7 Plus, 8, 8 Plus e X na região foram afetados, tornando-se mais lentos.

A Apple confirma que realizou essas modificações nos modelos por meio de atualização de firmware, mas ressalta que a ideia era de preservar a vida útil das baterias e, por consequência, a autonomia, tão criticada em tempos passados. O problema é que essa modificação foi feita na surdina, sem o consentimento dos usuários.

"Nós nunca fizemos e nunca faremos nada para prejudicar a experiência do usuário, para forçar os clientes a fazer atualizações. Nosso objetivo sempre foi criar produtos que nossos clientes adoram; e fazer com que os iPhones durem o maior tempo possível é uma parte importante disso", disse a Apple, em comunicado publicado pelo Gizchina.

Vale lembrar que a Apple já foi processada devido a esse mesmo motivo em outras situações e perdeu sempre, como em ações promovidas em Portugal, França e nos Estados Unidos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos