Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.687,32
    -1.234,32 (-1,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Apple pode desistir de usar telas OLED da Samsung nos próximos iPads

·2 minuto de leitura

A Apple não chegou a um acordo com a Samsung em relação ao display dos futuros iPads, que poderão ser os primeiros com tela OLED. De acordo com as informações divulgadas pelo portal The Elec, o desentendimento aconteceu por conta da construção dos novos componentes, que não agradou a companhia de Cupertino.

Inicialmente, a ideia era que os iPads tivessem uma tela com dupla camada de LEDs (double-stack), que têm como principais vantagens o maior brilho máximo de display, além de uma vida útil que pode ser até quatro vezes mais alta do que a construção em apenas uma camada. Porém, a Samsung tem incertezas relacionadas com a viabilidade econômica da produção de telas desse tipo, pois acredita que os tablets precisariam ser vendidos por vários anos para diminuir os custos gerais de fabricação.

De acordo com informações internas fornecidas ao The Elec, a Apple gostaria que os iPads tivessem essa construção em duas camadas, especialmente por conta da maior durabilidade. Essa necessidade é baseada no fato de que iPads são dispositivos secundários em comparação com iPhones ou outros smartphones, e por isso os tablets costumam ter um uso mais prolongado, ao longo de vários anos.

iPad com tela OLED poderá ser lançado em 2022 (Imagem: MacRumors)
iPad com tela OLED poderá ser lançado em 2022 (Imagem: MacRumors)

Agora, a Apple poderá procurar a LG para fabricação dessas telas, já que a companhia tem experiência para produção de displays com duas camadas para o mercado automotivo, em telas multimídia ou outros componentes similares. Porém, a marca sul-coreana não tem uma estrutura para fabricação em quantidade necessária para a demanda que os iPads trarão, e grandes adaptações precisariam ser feitas no futuro. Outra opção para a Maçã seria a chinesa BOE.

De acordo com rumores divulgados anteriormente, a Apple está planejando novos modelos de iPads para 2022, mas ainda não existem muitas informações sobre especificações do novo dispositivo, além da tela OLED. Essa tecnologia costuma ter um alto custo, mas os benefícios incluem contraste com controle preciso, pretos mais profundos, maiores ângulos de visão e a possibilidade da instalação de um sensor de impressões digitais abaixo da tela, além de ajudar na produção de dispositivos mais finos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos