Mercado abrirá em 5 h 56 min

Apple pode comprar a Netflix, dizem analistas

Pixabay

Analistas da consultoria financeira City divulgaram nesta semana um relatório com uma previsão que pode abalar o mercado da tecnologia, caso se concretize. “Há 40% de chances de a Apple comprar ou propor uma fusão para a Netflix”, explica o documento.

A aposta tem chances de se tornar verdadeira, segundo o jornal Business Insider, pela possibilidade de a Apple de repatriar US$ 220 bilhões, utilizando a nova política de repatriação de Donald Trump, que reduziu as taxas.

“A empresa tem muito dinheiro – quase US$ 250 bilhões – que aumentam em US$ 50 bilhões por ano. Este é um bom problema para ter. Historicamente, a Apple evitou o repatriamento do dinheiro para os EUA para evitar impostos altos. Agora, a reforma tributária pode permitir que esse dinheiro seja colocado em uso. Com mais de 90% de seu dinheiro no exterior, um imposto de 10% pode garantir que a Apple tenha US$ 220 bilhões para compras e recompras”, explicam os analistas.

Considerando o valor atual da Netflix, que corresponde a apenas 40% do valor que a Apple teria disponível, a Apple ainda teria muito dinheiro.

Outro fator destacado pelos analistas é o fato de a dona do iPhone estar investindo nos últimos anos na criação de conteúdo original, o que pode aumentar o interesse da empresa.

É importante ressaltar ainda que o relatório da Citi indicava de 20% a 30% de chances de a Disney adquirir a Fox, o que acabou acontecendo.