Mercado abrirá em 6 h 46 min
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,69 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,11 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,69
    +1,43 (+2,16%)
     
  • OURO

    1.782,30
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    48.932,89
    -89,23 (-0,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.261,65
    -180,11 (-12,49%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,72 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.466,39
    -300,30 (-1,26%)
     
  • NIKKEI

    27.938,32
    -91,25 (-0,33%)
     
  • NASDAQ

    15.733,00
    +15,25 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3797
    -0,0156 (-0,24%)
     

Apple perde quase R$ 34 bilhões pela falta de chips no mundo

·2 min de leitura
A empresa diz que obteve uma receita de US$ 83,4 bilhões (R$ 470 bilhões), um aumento de 29% em relação ao ano anterior e lucro por ação de US$ 1,24 (R$ 6,99). Esse número de ganhos ficou abaixo das expectativas de Wall Street de US$ 84,85 bilhões (R$ 478 bilhões). (Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)
  • Tim Cook aponta ‘escassez de chips’ como principal fator para perda

  • Mesmo assim, Apple obteve uma receita 29% maior do que em 2020

  • iPhone 13 e novos MacBooks Pro estão com prazos de entrega longos

A Apple divulgou hoje fortes lucros para seu quarto trimestre fiscal de 2021, relatando recordes históricos para seus serviços e divisões Mac. A empresa diz que obteve uma receita de US$ 83,4 bilhões (R$ 470 bilhões), um aumento de 29% em relação ao ano anterior e lucro por ação de US$ 1,24 (R$ 6,99). Esse número de ganhos ficou abaixo das expectativas de Wall Street de US$ 84,85 bilhões (R$ 478 bilhões).

Leia também

O CEO Tim Cook disse que as restrições da cadeia de suprimentos tiveram um impacto claro nos resultados financeiros deste trimestre. “Tivemos um desempenho muito forte, apesar das restrições de fornecimento maiores do que as esperadas, que estimamos em cerca de US$ 6 bilhões (R$ 34 bilhões)”, disse Cook, atribuindo os problemas de fornecimento “à escassez de chips em toda a indústria, que tem sido muito comentada e relacionada ao COVID interrupções de fabricação no sudeste da Ásia”.

A Apple espera uma perda ainda maior com problemas de cadeia de suprimentos no trimestre de dezembro, disse a empresa durante a chamada de resultados de quinta-feira (28).

iPhone 13 e novos MacBooks Pro estão com prazos de entrega longos

A empresa está acabando de lançar vários novos produtos, incluindo o iPhone 13 e 13 Pro, um novo iPad mini, iPad de nona geração, Apple Watch Series 7, AirPods de terceira geração e, mais recentemente, o ansiosamente antecipado MacBook Pro equipado pela Apple. Os últimos iPhones não foram lançados até o final do trimestre, mas o negócio do iPhone como um todo continuou a mostrar um forte impulso e subiu 47% há um ano. O iPad também cresceu 21% em relação ao trimestre do ano anterior.

Como outras grandes empresas de tecnologia, e como Cook deixou claro, a Apple está lidando com grandes desafios da cadeia de suprimentos: os iPhones de última geração continuam difíceis de encontrar em estoque nas lojas da Apple, e seus MacBooks Pro de 14 e 16 polegadas já estão gravemente atrasados. Caso você não quiser lidar com longos atrasos no envio, a melhor opção é verificar rotineiramente o estoque nas lojas locais da Apple. Mas mesmo essa estratégia não é garantida, e a realidade é que comprar os aparelhos mais recentes da Apple está mais difícil do que nos anos anteriores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos