Mercado abrirá em 1 h 5 min

Apple passará a usar chips fabricados nos EUA, diz Tim Cook

Tim Cook, CEO da Apple, durante um evento de Fórmula 1 (Photo by Gongora/NurPhoto via Getty Images)
Tim Cook, CEO da Apple, durante um evento de Fórmula 1 (Photo by Gongora/NurPhoto via Getty Images)
  • Apple participou, junto de Joe Biden, da abertura da instalação da TSMC no Arizona;

  • Gigante americana está tentanto reduzir sua dependência das fábricas chinesas;

  • Governo americano limitou as exportações de materiais para as fabricantes de semicondutores na China.

O CEO da Apple, Tim Cook, anunciou durante um discurso na abertura da nova instalação da fabricante de chips taiwanesa TSMC, que a gigante americana da tecnologia passará a usar chips semicondutores fabricados nos Estados Unidos.

Inaugurada no estado do Arizona, nos EUA, a nova fábrica será uma importante fornecedora de chips para a Apple, que será a "maior cliente" da indústria, afirmou Tim Cook em seu perfil no Twitter nesta terça-feira (07).

A mudança representa uma grande mudança na estratégia de fornecimento da Apple, que vem há alguns meses tentando encontrar formas de não ficar tão dependente das instalações da Foxconn na China, que ainda sofre com grandes paralisações pela COVID-19, e está com fortes tensões geopolíticas com Washington e Taiwan.

Localizada na cidade de Phoenix, a nova instalação da TSMC é vista também como uma grande vitória do governo de Joe Biden, presidente americano, que está em uma cruzada para tirar indústrias de alta tecnologia da China.

Em outubro, os EUA introduziram controles de exportação limitando as vendas de semicondutores que usam tecnologia americana. As medidas tornam difícil para as empresas de tecnologia comprar chips fabricados em qualquer lugar do mundo, já que podem ser construídos com equipamentos dos EUA.

Além disso, o retorno das indústrias ao país é uma promessa de campanha do governo Biden, que quer aumentar a capacidade industrial do país. "A manufatura americana está de volta, pessoal", disse o presidente Joe Biden no mesmo evento. A TSMC também afirmou que irá triplicar seu investimento planejado nas instalações do Arizona de US$ 12 bilhões (R$ 62 bilhões) para US$ 40 bilhões (R$ 208 bilhões).