Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.525,93
    -158,05 (-0,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Apple Music lança plano mais barato para controle exclusivo via Siri

·2 min de leitura

A Apple anunciou nesta segunda-feira (18) o lançamento do Voice Plan, um serviço de assinatura do Apple Music com acesso a 90 milhões de músicas, dezenas de milhares de playlists e o Apple Music Radio. A diferença em relação aos planos convencionais é que tudo isso é acessível somente por meio da assistente virtual Siri, sem precisar baixar apps ou lidar com configurações extras.

Integrar Siri e Apple Music não é exatamente uma novidade, mas o diferencial aqui é a dispensa completa de soluções adicionais para ter acesso às músicas porque tudo é comandado com a voz. Até a assinatura pode ser feita por meio da integração com a assistente: basta dizer “ei, Siri, comece meu teste do Apple Music Voice” e pronto — quem preferir também pode aderir ao serviço pelo próprio Apple Music.

Você poderá dispensar o app e usar apenas a Siri para controlar músicas e playlists do Apple Music (Imagem: Reprodução/Apple)
Você poderá dispensar o app e usar apenas a Siri para controlar músicas e playlists do Apple Music (Imagem: Reprodução/Apple)

Uma vez inscrito no Voice Plan, a pessoa poderá solicitar a reprodução em qualquer um dos seus dispositivos habilitados para Siri como HomePod mini, AirPods, iPhone ou no CarPlay. A Maçã também deve adicionar centenas de novas listas de reprodução de humor e atividades criadas pelos especialistas do serviço musical, com comandos otimizados apenas para voz.

Isso significa que você poderá pedir para a Siri tocar uma "playlist para o jantar" ou "algo para relaxar" que a assistente terá opções viáveis para apresentar. Essas listas serão liberadas para todos, mas obviamente terão melhor utilidade para quem a usar com a assistente virtual, que também terá os recursos dos assinantes regulares.

Aprenda com a Siri

Muita gente não gosta de usar o assistente virtual porque não sabe quais comandos utilizar, mas isso não deve ser um problema aqui. A Apple promete uma seção inteira dedicada a isso chamada "Just Ask Siri", na qual os assinantes vão receber dicas de como otimizar essa integração com o Apple Music, como criar uma playlist personalizada ou reproduzir suas canções favoritas com base nas suas preferências.

O serviço está disponível por US$ 4,99 por mês nos Estados Unidos e deve chegar a outros 17 países até o final do ano, como Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Itália, México e Reino Unido, mas ainda sem previsão para o Brasil. Novos assinantes terão sete dias gratuitos para experimentar a novidade via Siri, o que não deve ser aplicado a usuários do Apple Music recorrentes.

O plano novo não oferece acesso a perfis com recursos premium, como o Spatial Audio e Lossless Audio, mas o assinante pode fazer um upgrade por apenas US$ 9,00 ou criar um plano familiar com suporte a seis contas por U$S 14,99 a qualquer momento.



Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos