Mercado fechará em 6 h 29 min
  • BOVESPA

    122.404,60
    +603,39 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,30
    +0,15 (+0,22%)
     
  • OURO

    1.813,20
    -1,30 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    37.813,04
    -1.318,15 (-3,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    937,77
    -38,13 (-3,91%)
     
  • S&P500

    4.413,62
    +10,96 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.910,53
    +117,86 (+0,34%)
     
  • FTSE

    7.114,44
    -9,42 (-0,13%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.098,50
    +25,00 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0714
    -0,0469 (-0,77%)
     

Apple M2 deve equipar MacBook Air em 2022; M1X seria destinado a modelos Pro

·3 minuto de leitura

Depois do sucesso do Apple M1, as atenções estão voltadas agora para o sucessor do chip, indicado por alguns vazamentos como M1X, e por outros como M2. Independente do nome, a promessa é que o próximo processador proprietário da gigante de Cupertino traga mais um salto substancial de performance para os computadores da empresa, rivalizando soluções que na teoria seriam mais potentes.

Enquanto o lançamento do novo chip é aguardado para o final de 2021, um novo rumor divulgado nesta semana sugere uma explicação simples e interessante para a confusão de nomenclatura da plataforma — ambos estariam sendo desenvolvidos, na verdade, mas teriam destinações diferentes.

M2 para MacBook Air, M1X para MacBook Pro

Segundo informações divulgadas pelo desenvolvedor e leaker Dylan, a Apple está preparando o M1X para a próxima família de Macs Pro, incluindo as versões de 14 e 16 polegadas do MacBook Pro, esperadas para chegar em outubro. Já o M2 atuaria como o verdadeiro sucessor do M1, estando destinado para a geração 2022 do MacBook Air.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Essa é uma abordagem parecida com a da família A Bionic para iPhone e iPad, em que os modelos tradicionais dos chips equipam os celulares e os tablets mais simples da marca, enquanto o iPad Pro adota uma versão substancialmente mais potente dos processadores com terminação "X".

O leaker indica ainda que o desenvolvimento do M2 está dentro do cronograma esperado, com a novidade estreando junto ao novo MacBook Air colorido, que seguiria a ampla gama de opções de cores lançadas pela Apple com o recente iMac com M1.

O que se sabe dos novos chips da Apple?

Ainda há poucos detalhes sobre a próxima geração de processadores da gigante de Cupertino, mas reunindo as informações vazadas até o momento, espera-se que a empresa desafie a concorrência novamente com soluções ainda mais poderosas que o M1. Mantendo os oito núcleos, o M2 seria uma espécie de versão turbinada do antecessor.

A Apple deve agitar o mercado novamente com o M2 para o próximo MacBook Air e o M1X para os novos MacBooks Pro de 14 e 16 polegadas (Imagem: Divulgação/Apple)
A Apple deve agitar o mercado novamente com o M2 para o próximo MacBook Air e o M1X para os novos MacBooks Pro de 14 e 16 polegadas (Imagem: Divulgação/Apple)

Além de clocks notavelmente mais altos, a plataforma também aumentaria a contagem de núcleos da GPU de 7 ou 8 para 9 ou 10, dependendo do modelo. O M1X, em contrapartida, contaria com uma lista maior de upgrades, a começar pela contagem de núcleos da CPU, que traria 10 núcleos, com oito de alto desempenho e dois de baixo consumo.

No entanto, a GPU seria o maior destaque — disponível em configurações de 16 ou 32 núcleos, a performance gráfica poderia chegar a rivalizar a RTX 3070 da Nvidia, como estimou o YouTuber Dave Lee, do canal Dave 2D. Fora isso, o número de conexões também aumentaria, colocando os novos MacBooks em situação de igualdade com concorrentes Windows.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos