Mercado abrirá em 5 h 38 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,90
    -2,05 (-2,93%)
     
  • OURO

    1.794,50
    +9,30 (+0,52%)
     
  • BTC-USD

    56.187,41
    -1.227,23 (-2,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.416,12
    -12,81 (-0,90%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.109,95
    +65,92 (+0,94%)
     
  • HANG SENG

    23.203,17
    -649,07 (-2,72%)
     
  • NIKKEI

    27.821,76
    -462,16 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.273,50
    -117,25 (-0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3398
    +0,0106 (+0,17%)
     

Apple e Samsung são notificadas com 15 dias para explicar falta de carregadores

·2 min de leitura

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), nesta quarta-feira (27), voltou a notificar a Apple e Samsung pelo não cumprimento das medidas sugeridas para justificar a remoção dos carregadores de energia dos produtos eletrônicos vendidos no Brasil.

As empresas já haviam sido notificadas pelo órgão em novembro de 2020. Na ocasião, elas alegaram que removeram o carregador das embalagens dos celulares por conta de uma maior durabilidade dos smartphones e das baterias, além de uma iniciativa para estimular o consumo consciente.

O MJSP, a partir desta justificativa, orientou as fabricantes a adotarem políticas para conscientizar clientes sobre o consumo sustentável. Porém, nesta quarta (27), o órgão afirmou, por meio de um comunicado, que nenhuma das companhias realizou o combinado.

O comunicado destaca que a Samsung chegou a adotar uma campanha de conscientização por um curto período, mas que não cumpria as medidas sugeridas pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), que faz parte do ministério.

Com o não cumprimento das medidas, o órgão notificou novamente as empresas, pedindo para que elas informem se ainda têm interesse na formalização de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) preventivo, de forma individualizada, que determina que ambas as companhias ofereçam o carregador gratuitamente com seus celulares até criarem iniciativas voltadas ao consumo consciente, o que inclui campanhas informativas e educacionais para os consumidores.

A Apple e a Samsung tem um prazo de 15 dias para responder à notificação, e em caso de respostas positivas, serão iniciadas as negociações pela Comissão de TAC pela Senacon do MJSP. Agora, no caso de resposta negativa das empresas, o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) realizará análise para decidir se é pertinente instaurar um processo administrativo para aprofundar as investigações sobre o caso.

O Canaltech entrou em contato com as assessorias de imprensa da Apple e da Samsung perguntando sobre a notificação. Atualizaremos a matéria assim que as empresas responderem.

Procon-SP notificou empresas em setembro

<em>Toda linha <a class="link rapid-noclick-resp" href="https://canaltech.com.br/produto/apple/iphone-13/" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:iPhone 13">iPhone 13</a> não conta com o carregador na embalagem. (Imagem: Divulgação/Apple)</em>
Toda linha iPhone 13 não conta com o carregador na embalagem. (Imagem: Divulgação/Apple)

Não é a primeira vez que ambas as empresas são notificadas por órgãos do Brasil por conta da remoção dos carregadores dos aparelhos vendidos no país. Ano passado, no lançamento do iPhone 12 e do Galaxy S21, o Procon-SP já havia entrado em conflito com as companhias pelo mesmo motivo, resultando em uma multa de R$ 10,5 milhões para a Apple e em um acordo com a Samsung para que a sul-coreana fornecesse gratuitamente o acessório para os usuários que realizaram a pré-venda do Galaxy S21.

Em 2021, no final de setembro, com o lançamento dos vários modelos do iPhone 13, do Galaxy Z Flip 3 e do Galaxy Z Fold 3, todos sem carregadores na caixa, o Procon-SP voltou a notificar ambas as empresas. Até o fechamento desta matéria, nenhuma ação além da notificação do órgão havia sido divulgada publicamente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos