Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.717,94
    -517,82 (-0,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.460,55
    +652,34 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    94,02
    -0,32 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.802,80
    -4,40 (-0,24%)
     
  • BTC-USD

    23.917,43
    -38,72 (-0,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    566,77
    -7,97 (-1,39%)
     
  • S&P500

    4.207,27
    -2,97 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    33.336,67
    +27,16 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.465,91
    -41,20 (-0,55%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    28.296,29
    +476,96 (+1,71%)
     
  • NASDAQ

    13.338,00
    +26,75 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3236
    -0,0001 (-0,00%)
     

Apple e Google podem ser investigadas por rastreamento de dados

Apple e Google podem ser investigadas por coleta e venda de dados pessoais. Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration.
Apple e Google podem ser investigadas por coleta e venda de dados pessoais. Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration.
  • Legisladores querem que a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos investigue a Apple e o Google por rastreamento de celular;

  • O objetivo é que a comissão investigue o "papel da Apple e do Google na transformação da publicidade" por meio da coleta desenfreada de dados;

  • Carta enviada ao FTC aponta que Google e Apple poderiam achar a localização de mulheres que fizeram ou planejam fazer aborto.

A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês) pode investigar as empresas Apple e Google por venda de informações pessoais dos usuários, após pedido de averiguação de um grupo de senadores e deputados.

Os quatro responsáveis pela solicitação de investigação, segundo o jornal norte-americano The Wall Street Journal, disseram que as gigantes da tecnologia "facilitaram conscientemente” as “práticas prejudiciais ao incorporar IDs de rastreamento específicos de publicidade em seus sistemas operacionais mobile".

Leia também:

Eles também afirmaram que a Apple já realizou mudanças no sistema, mas que os identificadores possibilitaram um mercado não regulamentado de corretores de dados até há pouco tempo.

O objetivo é que a comissão investigue o "papel da Apple e do Google na transformação da publicidade em um intenso sistema de vigilância que incentiva e facilita a coleta desenfreada e a venda constante de dados pessoais dos americanos"

Na carta enviada ao FTC, um exemplo relaciona a venda de dados com a reversão do direito constitucional do aborto das mulheres estadunidenses.

Aparentemente, ambos os promotores de estado e agentes privados poderiam utilizar dados de localização coletados e negociados por Google e Apple para achar localização dessas cidadãs que fizeram ou planejam fazer aborto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos