Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.306,09
    -475,60 (-1,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,80
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Apple deve estrear seu sistema de assinaturas de podcasts no dia 15 de junho

·2 minuto de leitura

Inicialmente programado para fazer sua estreia em maio deste ano, o serviço de assinaturas pagas de podcast da Apple deve chegar aos usuários na próxima semana. E-mails enviados pela empresa a produtores de conteúdo mostram que o sistema deve fazer sua estreia oficial no dia 15 de junho em escala global.

Segundo o The Verge, a empresa decidiu adiar o lançamento do recurso para “garantir a melhor experiência para criadores e para a audiência”. A novidade garante a possibilidade de pagar mensalidades para ter acesso antecipado a episódios e para ter acesso a versões de conteúdos que não são interrompidas por anúncios publicitários.

Imagem: Divulgação/Apple
Imagem: Divulgação/Apple

Outro elemento que atrapalhou o lançamento das assinaturas pagas foi uma atualização lançada para o aplicativo Podcasts da Apple. Focada em preparar usuários e criadores para o lançamento da novidade, ela acabou provocando problemas em áreas como análise de dados e causou o desaparecimento de imagens de destaque — isso fez com que muitos produtores tivessem a publicação de seus episódios atrasada.

Enquanto a Apple se viu forçada a segurar seus planos, o Spotify aproveitou para estrear seu próprio sistema de assinaturas no dia 27 de abril para clientes dos Estados Unidos. O sistema do Spotify funciona de forma um tanto diferente em relação ao que é oferecido pela Maçã, permitindo que criadores de conteúdo ofereçam material adicional aos assinantes de seus podcasts — algo semelhante ao que muitos deles já fazem usando plataformas como o Telegram e o Discord.

A seu favor, a Apple tem o fato de poder contar com uma grande quantidade de conteúdos e uma aliada improvável: a Amazon. O sistema de assinaturas vai oferecer em sua estreia acesso ao catálogo da plataforma Wondery, que traz produções conceituadas como Catfish: The Podcast e The Shrink Next Door aos usuários dispostos a pagar uma assinatura mensal adicional.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos