Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,47 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,20 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,52
    -0,19 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.783,10
    -22,40 (-1,24%)
     
  • BTC-USD

    18.088,26
    +320,20 (+1,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -37,24 (-10,05%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,87 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,28 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,41 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.273,25
    +121,00 (+1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

Apple deve adotar telas OLED com sensor touch embutido em 2021

Rubens Eishima
·2 minuto de leitura

Após anos utilizando um painel touch separado do componente da tela em seus smartphones, a Apple deve adotar telas OLED com sensor touch integrado nos iPhones em 2021. A informação foi divulgada pelo site sul-coreano ETNews, que citou fontes da indústria de celulares.

A integração dos componentes teria sido exigido pela empresa para seus fornecedores, em especial a Samsung Display, que já fornece telas OLED com sensor touch para smartphones topo de linha da própria Samsung.

Sanduíche

No método tradicional, os fabricantes utilizam uma película touch instalada sobre o painel da tela. A integração dos componentes permite reduzir a espessura do celular, além de potencialmente simplificar a fabricação do aparelho.

Boato antigo, o uso do componente híbrido era aguardado já para este ano, com o lançamento do iPhone 12 (ou 11S) e chegou a ser apontado inclusive como causa de atrasos na fabricação de algumas versões do novo celular da Apple.

Integração do sensor de toque reduz a espessura da tela no celular (imagem: IHS)
Integração do sensor de toque reduz a espessura da tela no celular (imagem: IHS)

Além da Samsung Display, as telas OLED utilizadas nos iPhones são fornecidas pela também sul-coreana LG Display. O duopólio é ameaçado pela chinesa BOE, que não teria alcançado os padrões de qualidade da Apple, além de ainda não oferecer telas com o sensor touch integrado.

A decisão da Maçã tem o potencial de influenciar fortemente o mercado de telas, já que, por oferecer poucos modelos, quase todos campeões de venda, ela é uma grande consumidora de componentes. Além disso, mudanças adotadas nos iPhones costumam ser seguidas em modelos premium das demais fabricantes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: