Mercado abrirá em 6 h 54 min
  • BOVESPA

    112.611,65
    +1.322,47 (+1,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,02
    -571,03 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,03
    +0,42 (+0,48%)
     
  • OURO

    1.797,40
    +4,30 (+0,24%)
     
  • BTC-USD

    37.220,91
    +1.225,47 (+3,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    843,60
    +24,09 (+2,94%)
     
  • S&P500

    4.326,51
    -23,42 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.160,78
    -7,31 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.554,31
    +84,53 (+1,13%)
     
  • HANG SENG

    23.606,45
    -200,55 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    26.741,36
    +571,06 (+2,18%)
     
  • NASDAQ

    14.095,75
    +109,00 (+0,78%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0293
    +0,0053 (+0,09%)
     

Apple dá até US$ 180 mil em ações a funcionários para segurá-los na empresa

·2 min de leitura

A Apple deu a alguns de seus engenheiros nos EUA bonificações em foma de ações da empresa. O movimento é considerado incomum e importante em um momento em que a empresa tenta reter alguns de seus talentos para a concorrência no Vale do Silício, como a Meta, dona do Facebook.

E os bônus não foram pouca coisa. Os valores dos pacotes de ações variaram de cerca de US$ 50 mil a US$ 180 mil (R$ 280 mil a R$ 1 milhão) em alguns casos. Elas serão pagas ao longo de quatro anos, para servir como um incentivo aos profissionais para permanecer na Apple.

Segundo a Bloomberg, os engenheiros recompensados eram de áreas como design de silício, hardware e software, e os beneficiados pediram para não ser identificados porque o programa não é público: foi uma recompensa aos empregados de alto desempenho da companha. Procurada, a Apple recusou-se a comentar.

Meta, do <a class="link rapid-noclick-resp" href="https://canaltech.com.br/empresa/facebook/" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:Facebook">Facebook</a>, tem contratado pessoal da Apple (Imagem: Reprodução/Facebook)
Meta, do Facebook, tem contratado pessoal da Apple (Imagem: Reprodução/Facebook)

Ainda de acordo com a reportagem da Bloomberg, a Apple está no meio de uma guerra de contratação de talentos do Vale do Silício contra seus rivais. A Meta, holding do Facebook, tem sido a empresa mais incisiva: contratou cerca de 100 engenheiros da Apple nos últimos meses. Por outro lado, a fabricante dos Macs e iPhones também atraiu alguns funcionários da empresa de Mark Zuckerberg.

Como as duas empresas devem concorrer ainda mais em novos negócios dos próximos anos, como realidade virtual, inteligência artificial e produtos de hardware como óculos e fones de ouvido, a disputa de talentos do setor faz sentido. A Meta, por exemplo, tem esse nome porque almeja criar um metaverso, um novo modelo de internet com base em ambientes tridimensionais.

O repentino programa de bônus da Apple irritou alguns engenheiros que não receberam as ações e que acharam o processo de seleção arbitrário. As ações da empresa subiram 36% este ano, elevando seu valor de mercado para quase US$ 3 trilhões (R$ 16,8 trilhões).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos