Mercado abrirá em 3 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    106.858,87
    +1.789,18 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.605,56
    +8,27 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,09
    +1,60 (+2,30%)
     
  • OURO

    1.783,70
    +4,20 (+0,24%)
     
  • BTC-USD

    51.303,39
    +3.073,68 (+6,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.329,77
    +69,61 (+5,52%)
     
  • S&P500

    4.591,67
    +53,24 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.227,03
    +646,95 (+1,87%)
     
  • FTSE

    7.312,64
    +80,36 (+1,11%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.085,50
    +242,75 (+1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4259
    +0,0023 (+0,04%)
     

Apple confirma que MacBook Pro de 16 polegadas terá modo para aumentar potência

·2 min de leitura

Depois de ter sido encontrado em linhas de código anteriormente, o modo de alta potência (High Power Mode) para o MacBook Pro foi confirmado pela Apple, em resposta ao portal MacRumors. Porém, ele deverá ser exclusivo dos modelos de 16 polegadas que trazem o chip M1 Max, ou seja, somente os notebooks mais caros da linha.

Entre os novos chips apresentados pela Apple, somente o M1 Max terá suporte para o modo de alta potência (Imagem: Divulgação/Apple)
Entre os novos chips apresentados pela Apple, somente o M1 Max terá suporte para o modo de alta potência (Imagem: Divulgação/Apple)

É bastante provável que a limitação tenha relação com as dimensões maiores dos produtos, o que permitirá um melhor gerenciamento do calor gerado pelos notebooks. A companhia não deu muitos detalhes técnicos sobre as diferenças do modo de alta potência para o uso normal do chip M1 Max, mas é esperado que as ventoinhas funcionem de forma mais intensa (e portanto, produzindo maior ruído), e a autonomia de bateria fique menor, mas ainda não se sabe em qual proporção essas mudanças afetarão o uso.

O modo de alta potência poderá ser acionado de forma manual, e servirá para usuários que desejarem um aumento temporário na performance do dispositivo, em tarefas mais pesadas como edição de conteúdos ou multitarefas com várias janelas. Como o chip M1 Max já é o mais poderoso entre os lançados pela Apple, fez mais sentido para a marca disponibilizar o modo apenas para os dispositivos que trazem esse processador equipado, pelo simples fato de que há mais performance para ser liberada.

Somente o modelo maior do MacBook Pro terá suporte para o modo (Imagem: Divulgação/Apple)
Somente o modelo maior do MacBook Pro terá suporte para o modo (Imagem: Divulgação/Apple)

A função foi encontrada pela primeira vez em uma versão beta do MacOS Monterrey, junto com a seguinte mensagem (em tradução livre do inglês, que poderá trazer mudanças na versão oficial): "Seu Mac irá otimizar o desempenho para suportar melhor as tarefas que exigem recursos mais intensos. Isso pode resultar em maior ruído das ventoinhas".

Ainda não é certo se a performance atingida será ainda mais alta do que o mostrado pela Apple no evento do último dia 18 de outubro, ou se os gráficos exibidos pela marca já faziam referência ao modo de alta potência. De qualquer forma, os dados informados pela companhia não são exatamente os mais claros e transparentes, portanto somente testes mais extensos definirão a resposta. As primeiras unidades do MacBook Pro deverão ser entregues a partir do dia 26 de outubro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos