Mercado fechará em 2 h 2 min

Apple confirma: novos iPhones vão atrasar e não chegarão em setembro

Ramon de Souza
·2 minuto de leitura

Você está ansioso para trocar de iPhone e adquirir um modelo 2020 já em seu lançamento global? Então temos más notícias: a Apple confirmou que a próxima geração de sua família de smartphones chegará ao mercado com um leve atraso, não estando prontos para o mês de setembro — que é, tradicionalmente falando, quando os gadgets são disponibilizados.

O anúncio foi feito pelo próprio presidente financeiro da Maçã, Luca Maestri, em um pronunciamento aos investidores. “No último ano começamos a vender novos iPhones no fim de setembro, este ano nós esperamos que os estoques estejam disponível algumas semanas mais tarde”, comentou o executivo.

Não sabemos exatamente o que esperar desse “algumas semanas mais tarde”: Luca pode estar se referindo ao mês de outubro ou até mesmo, no pior dos casos, novembro. O motivo para tal atraso não foi revelado; porém, é importante observar que diversos veículos de mídia e analistas de mercado já haviam previsto tal anúncio.

Em abril, por exemplo, o The Wall Street Journal palpitou que a crise causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV2) atrasaria os novos iPhones em cerca de um mês; já a Qualcomm, em seu relatório de lucros para o terceiro trimestre do ano, afirmou que haveria atrasos no lançamento de “um flagship 5G global”. Visto que o quarto trimestre fiscal engloba julho, agosto e setembro, podemos concluir que a marca se referia ao iPhone.

Vale lembrar que esta não será a primeira vez que a Apple atrasa uma nova geração de seus dispositivos. Em 2017, o iPhone X foi anunciado em setembro, mas problemas em sua produção fizeram com que o modelo só chegasse às lojas em novembro. Algo similar ocorreu com o modelo XR, que começou a ser vendido só em outubro por conta de supostos problemas com o display.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: