Mercado abrirá em 52 mins
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,56
    +1,07 (+1,52%)
     
  • OURO

    1.772,90
    -5,30 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    41.970,74
    -1.358,70 (-3,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.044,82
    -19,03 (-1,79%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    7.067,63
    +86,65 (+1,24%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.064,50
    +40,50 (+0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1681
    -0,0110 (-0,18%)
     

Apple comprou circuito de testes da Chrysler para o Apple Car

·3 minuto de leitura
Apple comprou circuito de testes da Chrysler para o Apple Car
Apple comprou circuito de testes da Chrysler para o Apple Car

A Apple parece estar por trás de um negócio no qual um ex-circuito de testes da Chrysler foi comprado pela empresa que tem alugado o local nos últimos cinco anos. A empresa, há bons motivos para desconfiar, é uma mera fachada para o projeto nunca assumido (ou desmentido) de um veículo da Apple, apelidado pela imprensa de “Apple Car”.

A informação vem da da AZ Big Media. O Chrysler Proving Grounds custou US$ 125 milhões (algo em torno de R$ 649 milhões hoje, 06/09) e possui mais de dois mil hectares. A instalação permite dirigir em uma gama de velocidades, contendo trechos de estradas molhadas, faixas de pedestres e cruzamentos. Ou seja, é um local ideal para o possível Apple Car ser testado em condições diversas, inclusive para suas características autônomas.

A compradora é a misteriosa Route 14 Investment Partners LLC. É é administrada pelo Greenberg Traurig, um grande escritório de advocacia internacional. A empresa foi fundada em julho de 2016 e, no ano seguinte, se tornou locatária do circuito de testes no Arizona. Não há notícia der outros negócios e os endereços listados são prédios de escritórios genéricos.

No mesmo 2017, a notícia de que a Apple estava realizando testes no mesmo campo começou a circular. A suspeita, assim, é que a Route 14 seja só uma fachada para a Apple manter o segredo sobre seu projeto ultrassecreto de veículo.

Imagem aérea do terreno onde está o circuito de testes comprado pela Apple
Reprodução/MacRumors

Local propício

Outro ponto importante sobre a instalação é que o estado do Arizona se tornou um ambiente propício para testes e desenvolvimento de veículos autônomos. Isso desde 2015, quando o governo local permitiu o teste e pilotagem de veículos sem motorista em certas vias públicas.

No Arizona, a operação de carros autônomos é vista com potencial de produzir benefícios sociais, como eliminação do tráfego e congestionamento. Questões também positivas consideradas sobre carros sem motoristas no estado são o aumento da segurança, a redução das necessidades de estacionamento, além de opções de mobilidade.

Em 2016, a Lucid Motors escolheu o Arizona como o local para construir sua fábrica de automóveis. Além disso, a proximidade do estado com o México, cadeia de suprimentos transfronteiriça, oferece um clima de negócios favorável.

Leia mais:

Apple Car

Tudo indica que a Apple vem trabalhando em um carro autônomo há um certo tempo, planejando lançar um veículo em três a seis anos. Há expectativas para que a empresa já lance o veículo em 2024.

Nesse sentido, uma possível parceria com a Toyota pode ter sido abordada em uma recente visita da Apple à empresa japonesa. Porém, o analista Ming-Chi Kuo acredita que um Apple Car não será lançado antes de 2025-2027, e que a Apple ainda está superando os problemas de liderança e gerenciamento.

Kuo também acredita que o Apple Car será o “próximo produto estrela” da empresa, oferecendo melhor integração de hardware, software e serviços em comparação com os concorrentes em potencial no mercado automotivo. Muito em virtude de chips projetados pela própria Apple e fabricados pela TSMC. Para o analista, o chassi do veículo inicial da Apple poderá ser baseado na plataforma de veículo elétrico E-GMP (BEV) da Hyundai.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos