Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.387,36
    -91,75 (-0,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

Apple cogita tirar suas fábricas de Taiwan

Apple pode abrir fábricas em novos países devido a conflitos entre China e Taiwan
Apple pode abrir fábricas em novos países devido a conflitos entre China e Taiwan
  • Empresa teme que tensões geopolíticas possam prejudicar a produção;

  • Apple quer abrir novas linhas de produção em outros países;

  • Ideia é não ficar tão dependente da fabricação na ilha de Taiwan.

Diante da tensão geopolítica reacendendo no entorno de Taiwan, a Apple está pensando em abrir novas linhas de produção na China e na Índia, de modo a não depender totalmente da ilha formosa para a fabricação do iPhone 14.

A informação foi dada pelo analista Ming-Chu Kuo, conhecido por ter boas informações sobre a cadeia de suprimentos da Apple. Veiculada no Times of India, o jornal notou que o país não está pronto para receber os pedidos da gigante americana, enquanto os chineses não apresentariam lacunas na produção do novo iPhone.

Ainda assim, a matéria destacou que se a escolha pelo país do sul asiático se confirmar esse seria um marco histórico para o país, que entraria na cadeia produtiva da Apple pela primeira vez.

A China hoje em dia já realiza a fabricação de vários produtos da gigante de tecnologia estadunidense, porém no país ainda há fortes restrições por conta da pandemia de COVID-19, o que gera preocupações na empresa quanto a capacidade de fornecimento das indústrias do país.

Esses problemas sanitários e geopolíticos estão na cabeça dos executivos há bastante tempo, e não só da Apple. A Samsung também já realizou o movimento de iniciar parte da produção de seus aparelhos na Índia, que hoje ocupa o cargo de segunda maior potência industrial, perdendo somente para seu vizinho ao norte.

É possível ainda que com todos esses receios, alguma parcela dos iPhones 14, possa vir a ser produzida no Brasil em fábricas da Foxconn. Se verdade, isso pode significar modelos de iPhone mais baratos, além da entrada de conhecimento tecnológico no país.