Mercado abrirá em 5 h 59 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,57
    +0,30 (+0,45%)
     
  • OURO

    1.871,30
    +3,70 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    44.961,49
    +633,28 (+1,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.250,28
    +52,36 (+4,37%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.032,85
    -10,76 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    28.572,32
    +378,23 (+1,34%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.423,25
    +119,75 (+0,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4277
    +0,0178 (+0,28%)
     

Apple avisa que deve ter problemas na produção de iPads e Macs até o fim do ano

Lucas Soares
·2 minuto de leitura
Apple avisa que deve ter problemas na produção de iPads e Macs até o fim do ano
Apple avisa que deve ter problemas na produção de iPads e Macs até o fim do ano

Segundo Tim Cook, a Apple vai ter problemas na produção de iPads e Macs em 2021. Durante uma reunião com acionistas, o CEO da gigante disse: “esperamos ser limitados pela oferta, não pela demanda”. O motivo disso, claro, seria a pandemia da Covid-19, mas não apenas pela falta suprimento ou de materiais, mas também por um aumento da demanda desses produtos em 2020. Com um número maior de pessoas trabalhando e estudando em casa, a empresa viu uma maior procura por esse tipo de equipamento.

Aparentemente, a linha produzida com o novo chip M1, da própria companhia, usado nos Macs mais recentes, não foi afetada. No entanto, a produção de iPads e Macs da Apple baseados em chips de 5 nm, terceirizados, está tento problemas no fornecimento do processador. Cook ainda deixou claro que, ao contrário de outras empresas, a Apple não sofreu com a falta de outros suprimentos. “Não tivemos uma escassez de fornecimento de material no segundo trimestre. Você acaba colapsando todos os seus suprimentos de segurança e compensações. Isso acontece com todos os na cadeia de suprimentos. Isso permite que você vá um pouco mais longe do que esperávamos vender quando entramos no trimestre”, disse.

A falta desses produtos deve ser sentida no fim de 2021, segundo o diretor financeiro, Luca Maestri, na mesma reunião em que Cook fez o anúncio. A escassez na produção de iPads e Macs deve causar uma queda entre US$ 3 e 4 bilhões no faturamento anual da Apple. A gigante não é a única sofrendo pela falta de chips, o movimento está afetando diversas empresas do mercado. A pandemia deve continuar prejudicando a produção de chips, que deverão ser produzidos em menores quantidades, e comercializados a preços mais elevados para as fabricantes. Sendo assim, podemos esperar em 2021 que alguns dos próximos lançamentos cheguem a valores mais caros, diminuindo o custo x benefício dos dispositivos.

Via Pocket-lint