Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.792,30
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    37.852,88
    +988,11 (+2,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9813
    -0,0427 (-0,71%)
     

Apple atinge US$ 3 trilhões em valor de mercado

·1 min de leitura
(Set/2021) Entrada de loja da Apple em Washington (AFP/Nicholas Kamm) (Nicholas Kamm)

A Apple ultrapassou nesta segunda-feira a marca simbólica de US$ 3 trilhões em valor de mercado, tornando-se a primeira empresa americana a alcançar esse marco, que reforça o sucesso da empresa.

O feito durou poucos segundos e aconteceu pouco antes das 19h GMT, embora depois o preço da ação tenha recuado.

O valor da Apple se multiplicou desde a morte do icônico Steve Jobs, especialmente no contexto da pandemia de Covid-19. A Microsoft é a única outra empresa no mundo com valor de mercado de mais de 2 trilhões de dólares.

Em agosto de 2018, a Apple, cuja ação é negociada na Nasdaq, tornou-se a primeira empresa a ultrapassar a marca de 1 trilhão de dólares, 38 anos após a sua Oferta Pública Inicial (IPO, sigla em inglês). Ela levou apenas dois anos para ultrapassar os 2 trilhões, e 16 meses para ultrapassar os 3 trilhões.

Nada parece impedir a progressão do preço do papel. A empresa, no entanto, decepcionou os analistas com os resultados do quarto trimestre do ano fiscal, divulgados no fim de outubro.

A escassez de silicone, um componente essencial na fabricação de microchips, e as restrições relacionadas ao novo coronavírus nas fábricas do grupo no Sudeste Asiático custaram à Apple cerca de 6 bilhões de dólares em vendas. Apesar das dificuldades, a empresa espera conseguir um faturamento recorde no trimestre outubro-dezembro, o primeiro do ano fiscal 2021/22.

Cerca de 45 anos depois de sua fundação, a Apple é uma empresa movida pelas vendas do iPhone. Seu principal produto, lançado em 2007, gerou um recorde de vendas de 191,9 bilhões de dólares no ano fiscal 2020/21.

tu/eb/ag/lda/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos