Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.640,86
    +1.541,01 (+2,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Apple anuncia assinaturas pagas de podcasts e aplicativo com visual renovado

Alveni Lisboa
·3 minuto de leitura

A Apple apresentou nesta terça-feira (20), no evento Spring Loaded, um recurso que permite a oferta de assinatura de podcasts. A partir de maio, usuários de mais de 170 países de todo o mundo poderão se inscrever para aproveitar conteúdos exclusivos dos seus criadores de conteúdo favoritos.

Segundo a Maçã, os inscritos terão uma variedade de benefícios como a não exibição de propagandas, o acesso a conteúdos adicionais ou antecipados, além de séries exclusivas. Isso sem contar, é claro, o fato de poder contribuir para a continuidade do projeto, com apoio financeiro para os profissionais.

(Imagem: Divulgação/Apple)
(Imagem: Divulgação/Apple)

Por enquanto, as assinaturas premium incluirão conteúdos como Tenderfoot TV, Pushkin Industries, Radiotopia da PRX, QCODE, NPR, LA Times e Sony Music Entertainment. Como o evento é focado no público norte-americano, ainda não se sabe quais podcasts brasileiros estarão nessa primeira leva.

O serviço contará com uma opção de compartilhamento familiar, no qual até seis integrantes da mesma casa poderão usar a mesma inscrição. O serviço custará US$ 19,99 por ano nos Estados Unidos, o que daria cerca de R$ 110 em conversão direta — o valor para o Brasil ainda não foi anunciado.

Novo app de podcasts

A gigante de Cupertino também anunciou a reformulação do Apple Podcasts: o serviço ganhará canais diversificados, com programas agrupados e curadoria de criadores. Eles contarão com títulos, descrições e capas exclusivas, e para incentivar o uso, a companhia afirmou que o programa terá canais gratuitos, pagos e com benefícios adicionais para assinantes.

(Imagem: Divulgação/Apple)
(Imagem: Divulgação/Apple)

O app focado em podcasts totalmente redesenhado chegará junto com o iOS 14.5 e contará com uma guia de pesquisa aprimorada e acesso rápido à lista de mais populares e categorias principais. Também haverá novas páginas para cada programa e episódio, o que deve tornar mais simples a tarefa de seguir, ouvir e compartilhar o conteúdo.

O botão Smart Play levará o usuário para continuar o conteúdo interrompido anteriormente. Se o episódio já tiver sido concluído, o recurso direcionará o usuário para o mais recente ou, caso não haja, para outras séries do canal. Será possível também salvar episódios individuais para reprodução offline.

Várias novidades chegando

A empresa também revelou hoje o rastreador AirTag, que permitirá localizar qualquer coisa que esteja acomplado a este pequeno dispositivo. A ideia é usar o serviço de geolocalização da empresa para encontrar chaves, carteiras, mochilas ou qualquer outra coisa que esteja junto das pequenas tags.

A Maçã também lançou na ocasião os novos iPad Pro e iPad mini, além de novos Macs com processador Apple M1. Resultado de anos de análise minuciosa de apps para Mac, a GPU no M1 é o processador gráfico mais avançado já criado pela empresa. Os aparelhos marcam a retomada do foco da companhia na criação de tablets e dispositivos portáteis.

Usa o aplicativo da Apple para ouvir podcasts? Se não usa, está pensando em migrar agora que haverá essa novidade? Dê a sua opinião no campo de comentários logo abaixo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: