Mercado abrirá em 1 h 13 min
  • BOVESPA

    108.232,74
    +1.308,56 (+1,22%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.563,98
    +984,08 (+1,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,22
    +1,02 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.832,70
    +18,70 (+1,03%)
     
  • BTC-USD

    30.335,84
    +327,21 (+1,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    682,21
    +439,53 (+181,12%)
     
  • S&P500

    4.008,01
    -15,88 (-0,39%)
     
  • DOW JONES

    32.223,42
    +26,76 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.528,84
    +64,04 (+0,86%)
     
  • HANG SENG

    20.602,52
    +652,31 (+3,27%)
     
  • NIKKEI

    26.659,75
    +112,70 (+0,42%)
     
  • NASDAQ

    12.488,75
    +244,00 (+1,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3216
    +0,0411 (+0,78%)
     

Apple é condenada a fornecer carregador de iPhone 12 a consumidor em SP

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Segundo o Colégio Recursal de Itanhaém (SP), a Apple deve fornecer o carregador do iPhone 12 Pro Max a um cliente que comprou o dispositivo. Para os integrantes do colegiado, o acessório é imprescindível para a utilização do aparelho e, por isso, houve venda casada.

O autor do processo conta que comprou o iPhone 12 Pro Max, com 128 GB de memória, por R$ 6.998,99. A ação impõe à empresa a obrigação de fazer. Em 1º grau, a Apple não apresentou contestação no prazo — por isso, considera-se que a alegação do consumidor é verdadeira.

iPhone 12 Pro Max vem sem carregador (Imagem: Divulgação/Apple)
iPhone 12 Pro Max vem sem carregador (Imagem: Divulgação/Apple)

Segundo o documento, como não houve a inclusão do acessório, a condenação é cabível. Mesmo assim, a situação não é grave a ponto de justificar a condenação por danos morais.

Para os integrantes do colegiado, ficou comprovado que o fato não produz dor intrínseca que justifique esse tipo de compensação. “Apesar de se reconhecer que o produto não foi entregue, não é hipótese de se reconhecer direito à compensação por danos morais”, aponta o texto.

A partir dessa decisão, a Apple apresentou recurso e teve o pedido negado. Com isso, terá de efetivamente fornecer o carregador ao consumidor.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos